Toxoplasmose: assistência pré-natal sob a abordagem da rede cegonha em Itaparica-Bahia-Brasil entre 2013 a 2016

Priscila da Hora Nascimento, Mara Costa Conceição, Ana Clara Silva Brandão, Pedro Paulo Oliveira Carneiro, Rúbia Suely Santana Costa

Resumo


Introdução: A toxoplasmose é uma doença infecciosa de grande importância clínica para gestantes devido à possibilidade de transmissão congênita. A rede cegonha é uma estratégia utilizada para assistência ao pré-natal inserida na atenção básica à saúde, tem finalidade de reduzir índices de mortalidade materna e neonatal.
Objetivo: Estabelecer a relação entre o processo de diagnóstico sorológico para toxoplasmose em gestantes e a atuação da rede cegonha.
Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo de caráter descritivo retrospectivo de base documental, constituído por 461 prontuários de gestantes atendidas no período de 2013 a 2016 no município de Itaparica/BA. Abordam dados clínicos e epidemiológicos das gestantes inseridas na rede cegonha e vinculadas a uma das unidades de saúde da família de Itaparica/BA.
Resultados: Foram identificadas 302 (65,5%) gestantes que realizaram sorologia para toxoplasmose, sendo que 3,65% foram susceptíveis, 11,6% imunes, 1,3% com possível infecção aguda e 83,45% tiveram perfil clínico inconcluso para toxoplasmose.
Conclusão: A rede cegonha facilita o acesso ao acompanhamento pré-natal e diagnóstico sorológico. No entanto, há dificuldades no que se refere à realização de exames que auxiliem a conclusão diagnóstica.


Palavras-chave


sorologia; imunoglobulina G; imunoglobulina M; saúde da família; rede cegonha.

Texto completo:

PDF

Referências


Reis MM, Tessaro MM, D’Azevedo PA. Perfil sorológico para toxoplasmose em gestantes de um hospital público de Porto Alegre. Rev. Bras. Ginec. Obstet [periódico online]. 2006; 28(3):158-164. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0100-72032006000300004

Mccabe RE, Remington JS. Toxoplasma gondii. In: Mandell GL, Douglas RG, Bennett JE, editors. Principles and Practice of Infectious Diseases. Churchill Livingstone Inc.; New York: 1990.

Bittencourt LH, Lopes-Mori FM, Mitsuka-Breganó R, Valentim- Zabott M, Freire RL, Pinto SB, Navarro IT. Soroepidemiologia da toxoplasmose em gestantes a partir da implantação do programa de vigilância da toxoplasmose adquirida e congênita em municípios da região oeste do Paraná. Rev. Bras. Ginec. Obstet. [periódico online]. 2012; 34:63-68. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v34n2/a04v34n2.pdf

Lopes-Mori FMR, Mitsuka-Breganó R, Capobiango JD, Inoue IT, Reiche EMV, Morimoto HK, Casella AMB, Bittencourt LHFB, Freire RL, Navarro IT. Programa de controle da toxoplasmose congênita. Rev. Assoc. Med. Bras. [periódico online]. 2011; 57(5):594-599. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-42302011000500021

Montoya JG, Remington JS. Management of Toxoplasma gondii infection during pregnancy. Clin. Infect. Dis. [periódico online]. 2008; 47(4):554-66. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18624630. https://doi.org/10.1086/590149

Porto AMF, Amorim MMR, Coelho ICN, Santos LC. Perfil sorológico para toxoplasmose em gestantes atendidas em maternidade. Rev. Assoc. Med. Bras. [periódico online]. 2008; 54(3):242-248. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-42302008000300018

Fonseca AL, Silva RA, Fux B, Madureira AP, Sousa FF, Margonari C. Aspectos epidemiológicos da toxoplasmose e avaliação da sua prevalência em mulheres grávidas. Soc. Bras. Med. Trop. [periódico online]. 2012; 45(3):1-11. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0037-86822012000300015

Lima AF, Melo AMAA, Ferreira MA. Pré-natal: um desafio para as gestantes acompanhadas nas unidades de saúde da família no município de Serra Talhada – PE. Saúde Coletiva em Debate. 2012; 2 (1):31-40.

Ministério da Saúde (Brasil). Portaria nº 1.459, de 24 de junho de 2011. Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS – a Rede Cegonha. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. 2011. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt1459_24_06_2011.html

Instituto de Pesquisa e Ensino Diagnóstico IPED APAE. Unidade de Triagem Pré-natal [Internet]. 2016. Disponível em: http://www.ipedapae.org.br/triagem-pre-natal

Sensini A. Toxoplasma gondii infection in pregnancy: opportunities and pitfalls of serological diagnosis. Clin Microbiol Infect [periódico online]. 2006;12(6):504-12. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16700697. https://doi.org/10.1111/j.1469-0691.2006.01444.x

Dupont CD, Christian DA, Hunter CA. Immune response and immunopathology during toxoplasmosis. Semin Immunopathol. [periódico online]. 2012; 34(6):793-813. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22955326. https://doi.org/10.1007/s00281-012-0339-3

Carvalho AGMA, Lima JS, Lima MSPR, Mota CAX. Diagnóstico laboratorial da toxoplasmose congênita. Rev. Ciênc. Saúde Nova Esperança. 2014;12(1):88-95.

Lopes FMR, Gonçalves DD, Mitsuka-Breganó R, Freire RL, Navarro IT. Toxoplasma gondii infection in pregnancy. Braz J Infect Dis [periódico online]. 2007; 11(5):496-506. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-86702007000500011

Correa D, Cañedo-Solares I, Ortiz-Alegría LB, Caballero-Ortega H, Rico-Torres CP. Congenital and acquired toxoplasmosis: diversity and role of antibodies in different compartments of the host. Parasite Immunol. [periódico online]. 2007; 29(12):651-60. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18042171. https://doi.org/10.1111/j.1365-3024.2007.00982.x

Furini AAC, Gadotti FC, Bertasso-Borge MS, Pignata RCM, Sanches RMS, Faitarone NC, Santos I, Lima TAM, Cavasini CE, Machado RLD. Soroprevalência de Anticorpos anti-Toxoplasma gondii em Amostras de Gestantes no Pré-Natal. Rev. Bras. Cien. Saúde. [periódico online]. 2015. 19(3):199-2014. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/rbcs/article/view/20576/15070.

https://doi.org/10.4034/RBCS.2015.19.03.05

Margonato FB, Silva AMR, Soares DA, Amaral DA, Petris AJ. Toxoplasmose na gestação: diagnóstico, tratamento e importância de protocolo clínico. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [periódico online]. 2007; 7(4):381-6. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1519-38292007000400005

Souto BGA, Pereira SMSF. História clínica centrada no sujeito: estratégia para um melhor cuidado em saúde. Arquivos Brasileiros de Ciências da Saúde. [periódico online]. 2011; 36(3):176-81. Disponível em: https://portalnepas.org.br/abcs/article/view/58. https://doi.org/10.7322/abcs.v36i3.58

O’Connor A, Doris F, Skirton H. Midwifery care in the UK for older mothers. Br J Midwifery. [periódico online]. 2014; 22(8):568-77. Disponível em: https://doi.org/10.12968/bjom.2014.22.8.568

Damasceno SS, Nóbrega VM, Coutinho SED, Reichert APS, Toso BRGO, Collet N. Saúde da criança no Brasil: orientação da rede básica à Atenção Primária à Saúde. Ciênc Saúde Coletiva; [periódico online]. 2016; 21(9):2961-73. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232015219.25002015

Jacquier P, Hohlfeld P, Vorkauf H, Zuber P. Epidemiology of toxoplasmosis in switzerland: national study of seroprevalence monitored in pregnant women 1990-1991. Schweiz. Med Wochenschr. Supp. [periódico online]. 1995; 65:29-38. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7716451

Findal G, Stray-Pedersen B, Holter EK, Berge T, Jenum PA. Persistent Low Toxoplasma IgG Avidity Is Common in Pregnancy: Experience from Antenatal Testing in Norway. PLOS ONE [periódico online]. 2015; 1-10. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26714282. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0145519

Amendoeira MRR, Camillo-Coura LF. Uma breve revisão sobre toxoplasmose na gestação. Scientia Medica. 2010; 20(1):113-9. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6268074

Dhakal R, Gajurel K, Pomares C, Talucod J, Press CJ, Montoya JG. Significance of a Positive Toxoplasma Immunoglobulin M Test Result in the United States. J Clin Microbiol [periódico online]. 2015; 53(11):3601-5. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26354818. https://doi.org/10.1128/JCM.01663-15

Gonçalves R, Urasaki MBM, Merighi MAM, D’Avila CG. Avaliação da efetividade da assistência pré-natal de uma Unidade de Saúde da Família em um município da Grande São Paulo. Rev. Bras. Enferm. [periódico online]. 2008; 61(3):349-53. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0034-71672008000300012

Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Cadernos de Atenção Básica, 32(1):1-320. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2013.

Cantos GA, Prando MD, Siqueira MV, Teixeira RM. Toxoplasmose: Ocorrência de Anticorpos Anti-Toxoplasma gondii e Diagnóstico. Rev. Assoc. Med. Bras. [periódico online]. 2000; 46(4):335-41. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-42302000000400033

Mentges BTC, Terezinha I, Rocha M. Apresentações clínicas: atualização da toxoplasmose gestacional. Rev. Panam. Infectol. 2015; 17(1):30-6.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2019.3.32401

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS