Sintomas depressivos e fatores associados em estudantes universitários do sul do Brasil

Rafaela Santi Dell'Osbel, Patrícia Aguiar dos Santos, Giovana Menegat, Fernanda Fernandes da Silva, Paula Priscila Potter Tonietto, Maria Luisa de Oliveira Gregoletto, Cleber Cremonese

Resumo


Objetivo: Medir a prevalência de sintomas depressivos e fatores associados em universitários.
Materiais e Métodos: Realizou-se um estudo transversal, com 892 universitários de uma instituição privada do sul do Brasil. Os dados foram coletados por meio de questionário autoaplicáveis, sendo o desfecho, sintomas depressivos. Realizou-se a análise descritiva e bruta, sendo calculadas razões de prevalência (RP) com respectivos intervalos de confiança (IC) de 95%. A análise ajustada ocorreu por regressão de Poisson, onde o modelo final foi construído a partir das variáveis com p≤0,20 na análise bruta. Análises estatísticas foram rodadas nos programas SPSS Data 23.0 e Stata 11.0.
Resultados: A média de idade foi 24,5 anos (±6,3), predominante o sexo feminino (63,2%). Quanto ao desfecho, de modo geral, 30,8% apresentaram sintomas depressivos. A análise final apresentou associação entre o desfecho e sexo feminino (RP 1,39; IC 95% 1,09-1,76; p=0,006), ser fumante ou ex-fumante (RP 1,21; IC 95% 1,06-1,38; p=0,004), realizar dietas para perda de peso 5 vezes ou mais durante o último ano (RP 1,53; IC 95% 1,18-1,99; p=0,003), insatisfação corporal (RP 1,67; IC 95% 1,21-2,30; p=0,002) e autoestima insatisfatória (RP 2,61; IC 95% 2,14-3,18; p<0,001).
Conclusão: A alta prevalência geral de sintomas depressivos (30,8%) identificada na população de acadêmicos encontra-se semelhante aos achados em estudo nacionais e internacionais. Aponta-se, como principais fatores associados ao desfecho, sexo feminino, fumante/ex-fumante, realizar dietas para perda de peso maior do que 5 vezes no último ano, apresentar insatisfação corporal e autoestima insatisfatória.


Palavras-chave


depressão; saúde mental; estudantes; estudos transversais; prevalência.

Texto completo:

PDF

Referências


Aragão JA, Freire MRM, Farias LGN, Diniz SS, Aragão FMS, Aragão ICS, Lima TB, Reis FP. Prevalence of depressive symptoms among medical students taught using problem-based learning versus traditional methods. Int J Psychiatry Clin Pract. 2018;22(2):123-8.

https://doi.org/10.1080/13651501.2017.1383438

Grolli V, Wagner MF, Dalbosco SNP. Sintomas depressivos e de ansiedade em adolescentes do ensino médio. Rev Psicol IMED. 2017;9(1):87-103.

https://doi.org/10.18256/2175-5027.2017.v9i1.2123

Acharya L, Jin L, Collins W. College life is stressful today – Emerging stressors and depressive symptoms in college students. J Am Coll Health. 2018 Mar 22:1-10.

https://doi.org/10.1080/07448481.2018.1451869

Parcias S, Rosario BPd, Sakae T, Monte F, Guimarães AC, Xavier AJ. Validação da versão em português do Inventário de Depressão Maior. J Bras Psiquiatr. 2011;60(3):164-70.

https://doi.org/10.1590/S0047-20852011000300003

Horgan A, Kelly P, Goodwin J, Behan L. Depressive Symptoms and Suicidal Ideation among Irish Undergraduate College Students. Issues Ment Health Nurs. 2018;39(7):575-84.

https://doi.org/10.1080/01612840.2017.1422199

Piumatti G. Motivation, health-related lifestyles and depression among university students: A longitudinal analysis. Psychiatry Res. 2018;260:412-17.

https://doi.org/10.1016/j.psychres.2017.12.009

Perez PM, De Castro IR, Franco AS, Bandoni DH, Wolkoff DB. Dietary practices of quota and non-quota students at a Brazilian public university. Ciênc Saúde Colet. 2016;21(2):531-42.

https://doi.org/10.1590/1413-81232015212.01732015

Shi M, Liu L, Wang ZY, Wang L. Prevalence of depressive symptoms and its correlations with positive psychological variables among Chinese medical students: an exploratory cross: sectional study. BMC Psychiatry. 2016;16:3.

https://doi.org/10.1186/s12888-016-0710-3

Larsson B, Ingul J, Jozefiak T, Leikanger E, Sund AM. Prevalence, stability, 1-year incidence and predictors of depressive symptoms among Norwegian adolescents in the general population as measured by the Short Mood and Feelings Questionnaire. Nord J Psychiatry. 2016;70(4):290-6.

https://doi.org/10.3109/08039488.2015.1109137

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: norma técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional-SISVAN [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2011 [Capturado 2018 mar 07]. Disponível em:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/orientacoes_coleta_analise_dados_antropometricos.pdf.

Sbicigo JB, Bandeira DR, Dell’Aglio DD. Escala de Autoestima de Rosenberg (EAR): validade fatorial e consistência interna. Psico-USF. 2010;15(3):395-403.

https://doi.org/10.1590/S1413-82712010000300012

Fortes LDS, Cipriani FM, Coelho FD, Paes ST, Ferreira MEC. A autoestima afeta a insatisfação corporal em adolescentes do sexo feminino? Rev Paul Pediatr. 2014;32(3):236-340.

https://doi.org/10.1590/0103-0582201432314

Nubila D, Ventura HB, Buchalla CM. O papel das Classificações da OMS-CID e CIF nas definições de deficiência e incapacidade. Rev Bras Epidemiol. 2008;11(2):324-35.

https://doi.org/10.1590/S1415-790X2008000200014

Barker ET, Howard AL, Villemaire-Krajden R, Galambos NL. The Rise and Fall of Depressive Symptoms and Academic Stress in Two Samples of University Students. J Youth Adolesc. 2018;47(6): 1252-66.

https://doi.org/10.1007/s10964-018-0822-9

Khan A, Ahmed R, Burton NW. Prevalence and correlates of depressive symptoms in secondary school children in Dhaka city, Bangladesh. Ethn Health. 2017;1-13.

https://doi.org/10.1080/13557858.2017.1398313

Jaalouk D, Matar Boumosleh J, Helou L, Abou Jaoude M. Dietary patterns, their covariates, and associations with severity of depressive symptoms among university students in Lebanon: a crosssectional study. Eur J Nutr. 2018.

https://doi.org/10.1007/s00394-018-1614-4

Sa-Junior ARd, de Andrade AG, Andrade LH, Gorenstein C, Wang YP. Response pattern of depressive symptoms among college students: What lies behind items of the Beck Depression Inventory-II? J Affect Disord. 2018;234:124-30.

https://doi.org/10.1016/j.jad.2018.02.064

Pereira AAM. Dor psicológica e ideação suicida em estudantes [dissertação] [Internet]. Aveiro: Universidade de Aveiro; 2013. [Capturado 2018 maio 14]; Disponível em:

https://ria.ua.pt/handle/10773/11527

Cremasco GdS, Baptista MN. Depressão, motivos para viver e o significado do suicídio em graduandos do curso de psicologia. Estud Interdiscip Psicol. 2017;8(1):22-37.

https://doi.org/10.5433/2236-6407.2017v8n1p22

Saravanan C, Heidhy I. Psychological problems and psychosocial predictors of cigarette smoking behavior among undergraduate students in Malaysia. Asian Pac J Cancer Prev. 2014;15(18): 7629-34.

https://doi.org/10.7314/APJCP.2014.15.18.7629

Loth KA, MacLehose R, Bucchianeri M, Crow S, Neumark-Sztainer D. Predictors of dieting and disordered eating behaviors from adolescence to young adulthood. J Adolesc Health. 2014;55(5): 705-12.

https://doi.org/10.1016/j.jadohealth.2014.04.016

Carvalho PHBd, Oliveira FdC, Neves CM, Meireles JFF, Lopes VGV, Ferreira MEC. Busca pela “muscularidade” e variáveis associadas em adultos jovens. Rev Bras Ciênc Esporte. 2016;22(2):118-21.

https://doi.org/10.1590/1517-869220162202142544

Bordignon S, Teodoro MLM. Relações entre percepção corporal, autoconceito e traços depressivos em crianças escolares com e sem excesso de peso. Aletheia. 2011;(34):19-31.

Marques FDA, Legal EJ, Höfelmann DA. Insatisfação corporal e transtornos mentais comuns em adolescentes. Rev Paul Pediatr. 2012;30(4):553-61.

https://doi.org/10.1590/S0103-05822012000400014

Alvarenga MdS, Philippi ST, Lourenço BH, Sato PdM, Scagliusi FB. Insatisfação com a imagem corporal em universitárias brasileiras. J Bras Psiquiatr. 2010;59(1):44-51.

https://doi.org/10.1590/S0047-20852010000100007

Furegato ARF, Silva ECd, Campos MCd, Cassiano RPdT. Depressão e auto-estima entre acadêmicos de enfermagem. Rev Psiquiatr Clín. (São Paulo). 2006;33(5):239-44.

https://doi.org/10.1590/S0101-60832006000500003




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2018.4.31568

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2018 EDIPUCRS