Associação entre o consumo energético e proteico e a espessura do músculo adutor do polegar em pacientes em hemodiálise

Alisson Diego Machado, Camila Machado Rissotto, Carmen Tzanno Branco Martins, Ana Paula Bazanelli

Resumo


Introdução: A desnutrição energético-proteica é frequente em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise e medidas alternativas para a avaliação do estado nutricional e do consumo alimentar podem ser empregadas na prática clínica.
Objetivo: Avaliar a associação entre o consumo energético e proteico e a espessura do músculo adutor do polegar em pacientes em hemodiálise.
Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo transversal com 33 pacientes com doença renal crônica em hemodiálise. Foi aplicado um questionário para a identificação do perfil sociodemográfico dos pacientes. A ingestão de energia e de proteínas foi avaliada pela aplicação de dois recordatórios de 24 horas. A espessura do músculo adutor do polegar foi aferida com auxílio de um adipômetro. A associação entre as variáveis foi avaliada por meio de testes paramétricos, análise de correlação, regressão linear e curva ROC.
Resultados: A média de idade da amostra em estudo correspondeu a 68,0 anos, sendo 54,5% do sexo masculino. Pacientes com idade inferior a 60 anos e do sexo masculino apresentaram uma maior espessura do músculo adutor do polegar (p=0,01). Não houve associação entre a espessura do músculo adutor do polegar e o consumo energético e proteico. A medida também não é capaz de indicar quais pacientes apresentam uma maior ingestão de energia e proteínas.
Conclusão: Em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise não houve associação entre o consumo energético e proteico e a espessura do músculo adutor do polegar e nem eficácia da medida em predizer uma maior ingestão de energia e proteínas.


Palavras-chave


consumo de alimentos; avaliação nutricional; diálise renal

Texto completo:

PDF

Referências


Kirsztajn GM, Bastos MG, Andriolo A. Dia Mundial do Rim 2011– Proteinúria e creatinina sérica: testes essenciais para diagnóstico de doença renal crônica. J Bras Patol Med Lab. 2011;47:100-3. https://

doi.org/10.1590/S1676-24442011000200002

National Kidney Foundation. Kidney Disease Outcomes Quality Initiative. Clinical practice guidelines for chronic kidney disease: evaluation, classification and stratification. Am J Kidney Dis. 2002;

:S1-266.

Bastos MG, Kirsztajn GM. Doença renal crônica: importância do diagnóstico precoce, encaminhamento imediato e abordagem multidisciplinar estruturada para melhora do desfecho em pacientes ainda não submetidos à diálise. J Bras Nefrol. 2011;33:93-108. https://doi.org/10.1590/S0101-28002011000100013

Sesso RC, Lopes AA, Thomé FS, Lugon JR, Santos DR. Inquérito Brasileiro de Diálise Crônica 2013 – Análise das tendências entre 2011 e 2013. J Bras Nefrol. 2014;36:476-81. https://doi.org/10.5935/0101-2800.20140068

Nerbass FB, Cuppari L. Hemodiálise. In: Cuppari L, Avesani CM, Kamimura MA. Nutrição na doença renal crônica. Barueri: Manole;

p. 247-69.

Segall L, Moscalu M, Hogas S, Mititiuc I, Nistor I, Veisa G, Covic A. Protein-energy wasting, as well as overweight and obesity, is a long-term risk factor for mortality in chronic hemodialysis patients. Int Urol Nephrol. 2014;46:615-21. https://doi.org/10.1007/s11255- 014-0650-0

Gonzalez MC, Duarte RRP, Budziareck MB. Adductor pollicis muscle: reference values of its thickness in a healthy population. Clin Nutr. 2010;29:268-71. https://doi.org/10.1016/j.clnu.2009.08.012

Oliveira CMC, Kubrusly M, Mota RS, Choukroun G, Brandão Neto J, Silva CAB. Adductor pollicis muscle thickness: a promising anthropometric parameter for patients with chronic renal failure. J Ren Nutr. 2012;22:307-16. https://doi.org/10.1053/j.jrn.2011.07.006

Pereira RA, Caetano AL, Cuppari L, Kamimura MA. Espessura do músculo adutor do polegar como preditor da força de preensão manual nos pacientes em hemodiálise. J Bras Nefrol. 2013;35: 177-84. https://doi.org/10.5935/0101-2800.20130029

Riella MC. Nutritional evaluation of patients receiving dialysis for the management of protein-energy wasting: what is old and what is new? J Ren Nutr. 2013;23:195-8. https://doi.org/10.1053/j. jrn.2013.01.023

Ravel VA, Molnar MZ, Streja E, Kim JC, Victoroff A, Jing J, Benner D, Norris KC, Kovesdy CP, Kopple JD, Kalantar-Zadeh K. Low protein nitrogen appearance as a surrogate of low dietary protein intake is associated with higher all-cause mortality in maintenance hemodialysis patients. J Nutr. 2013;143:1084-92. https://doi. org/10.3945/jn.112.169722

Lopez RPS, Botelho RBA. Álbum fotográfico de porções alimentares. São Paulo: Metha; 2013.

World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Geneva: WHO; 2000.

Organização Pan-Americana da Saúde. XXXVI Reunión del Comitê Asesor de Investigaciones en Salud - Encuestra Multicêntrica – Salud Beinestar y Envejecimiento (SABE) en América Latina e el Caribe – Informe Preliminar [cited 2015 Ago 25]. 2002. Available from: http://www.opas.org/program/sabe.htm

National Kidney Foundation. Kidney Disease Outcomes Quality Initiative. Clinical practice guidelines for nutrition in chronic renal failure. Am J Kidney Dis. 2000;35:S1-140.

Pinheiro ABV, Lacerda EMA, Benzecry EH, Gomes MCS, Costa VM. Tabela para avaliação de consumo alimentar em medidas caseiras. 5ª ed. São Paulo: Atheneu; 2008.

Fisberg RM, Marchioni DML. Manual de avaliação do consumo alimentar em estudos populacionais: a experiência do inquérito de saúde em São Paulo (ISA). São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da USP; 2012.

Willett WC, Stampfer MJ. Total energy intake: implications for epidemiological analyses. Am J Epidemiol. 1986;124:17-27.

Pinto DE, Ullmann LS, Burmeister MM, Antonello ICF, Pizzato A. Associações entre ingestão energética, proteica e de fósforo em pacientes portadores de doença renal crônica em tratamento hemodialítico. J Bras Nefrol. 2009;31:269-74. https://doi.org/ 10.1590/S0101-28002009000400005

Machado AD, Bazanelli AP, Simony RF. Avaliação do consumo alimentar de pacientes com doença renal crônica em hemodiálise. Ciênc Saúde. 2014;7:76-84. https://doi.org/10.15448/1983- 652X.2014.2.17758

Antunes AA, Vannini FD, Silveira LVA, Martin LC, Barretti P, Caramori JC. Influence of protein intake and muscle mass on survival in chronic dialysis patients. Ren Fail. 2010;32:1055-9. https://doi.or g/10.3109/0886022X.2010.510233

Naylor HL, Jackson H, Walker GH, Macafee S, Magee K, Hooper L, Stewart L, MacLaughlin HL; Renal Nutrition Group of the British Dietetic Association, British Dietetic Association. British Dietetic Association evidence-based guidelines for the protein requirements of adults undergoing maintenance haemodialysis or peritoneal dialysis. J Hum Nutr Diet. 2013;26:315-28. https://doi.org/10.1111/ jhn.12052

Velludo CM, Kamimura MA, Moreira PFP, Avesani CM, Ribeiro FSM, Vasselai P, Manfredi SR, Canziani MEF, Draibe AS, Cuppari L. Estimativa de ingestão proteica de pacientes em hemodiálise: comparação entre registro alimentar e equivalente proteico de aparecimento de nitrogênio (PNA). J Bras Nefrol. 2007;29:245-51.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2017.1.24111

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS