Identificação dos principais problemas em gestação de risco para nortear ações preventivas

Maria Helena Peixoto de Almeida Martins, Eloisa Lorenzo de Azevedo Ghersel, Herbert Ghersel

Resumo


Introdução: Síndromes hipertensivas, diabetes mellitus e doenças bucais podem causar danos à saúde materna e fetal, portanto merecem atenção.
Objetivo: Identificar os principais problemas de saúde que acometem gestantes com gravidez de alto risco para conduzir ações preventivas.
Materiais e Métodos: Estudo observacional, transversal, com abordagem quantitativa, realizado com uma amostra constituída por 87 gestantes escolhidas através de amostragem por acessibilidade. Foi utilizado um questionário com perguntas fechadas. Como todas as variáveis são categóricas, foi usado o teste chi-quadrado, com a correlação de Spearman. Os dados foram tratados no software SPSS versão 23.
Resultados: O motivo de consulta mais frequente foi para acompanhamento pré-natal de rotina (37,9%, n=33). Do total de 87 gestantes, 44 (50,6%) afirmaram ter algum problema de saúde atual, sendo o mais citado a hipertensão arterial (23%, n=20). Entre os outros problemas de saúde citados, o mais frequente foi dores nas costas (82,8%,n=72), seguido por cárie dentária (49,4%, n=43) e 26 (29,9%) com sangramento gengival. Houve correlação significante (p<0,05) entre a idade das pacientes e a ocorrência de hipertensão arterial. A correlação entre as categorias idade de risco e ocorrência de diabetes mellitus também foi significante (p<0,05).
Conclusão: A hipertensão arterial foi o problema mais prevalente, seguido de diabetes mellitus. Entre outros problemas, o mais frequente foi dores nas costas, seguido de cárie dentária e sangramento gengival. Em todas essas condições, ações preventivas têm alcance efetivo e beneficiam significativamente a saúde materno-fetal.


Palavras-chave


cuidado pré-natal; promoção da saúde; gravidez de alto risco

Texto completo:

PDF

Referências


Ministério da Saúde (BR). Pré-natal e puerpério: atenção qualificada e humanizada. Brasília: Ministério da Saúde; 2006.

Xavier RB, Bonan C, Silva KS, Nakano AR. Itinerários de cuidados à saúde de mulheres com história de síndromes hipertensivas na gestação. Interface - Comunic Saude Educ. 2015;19(55):1109-20. https://doi.org/10.1590/1807-57622014.0112

Massucatti LA, Pereira RA, Maioli TU. Prevalência de diabetes gestacional

em Unidades de Saúde Básica. Rev Enferm Atenção Saúde. 2012;1(1):70-9. https://doi.org/10.18554/2317-1154v1n1p70

Abi-Abib RC, Cabizuca CA, Carneiro JRI, Braga FO, Cobas RA, Gomes MB, Jesus GR, Miranda FRD. Diabetes na gestação. Revista HUPE. 2014;13(3):40-7. https://doi.org/10.12957/rhupe.2014.12136

Domingues JM, Oliveira LCBS, Alves J, Machado, W. A doença periodontal como possível fator de risco colaborador, dentre os demais fatores de risco clássicos, para o parto prematuro e/ou baixo peso ao nascer – revisão de literatura. Rev Periodontia. 2010;20(2):33-8.

Ribeiro CM. Relação entre doença periodontal em gestantes com parto prematuro e o nascimento de bebês de baixo peso. Rev Saúde Desenvol. 2013;4(2):142-159.

Silva CA, Brusamarello S, Cardoso FGC, Adamczyk NF, Neto FR. Desenvolvimento de prematuros com baixo peso ao nascer nos primeiros dois anos de vida. Rev Paul Pediatr. 2011;29(3):328-35. https://doi.org/10.1590/S0103-05822011000300004

Ministério da Saúde (BR). Gestação de Alto Risco: manual técnico. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.

Assis TR, Viana FP, Rassi S. Estudo dos principais fatores de risco maternos nas síndromes hipertensivas da gestação. Arq Bras Cardiol. 2008;91(1):11-7. https://doi.org/10.1590/S0066- 782X2008001300002

Morais EP, Podestá MHCM, Souza WA, Ferreira EB., Elida. Hipertensão arterial na gestação: avaliação da adesão ao tratamento. RUVRD. 2015;13(2):139-51. https://doi.org/10.5892/ ruvrd.v13i1.2186

Schmalfuss JM, Bonilha ALL. Implicações das restrições alimentares na vida diária de mulheres com diabete melito gestacional. Rev Enferm UERJ. 2015;23(1):39-44. https://doi.org/10.12957/reuerj.2015.5712

Campos VM, Silva JC, Mastroeni SSBS. Excesso de peso e necessidade de tratamento medicamentoso em mulheres com diabetes gestacional. Sci Med. 2014;24(2):111-5. https://doi. org/10.15448/1980-6108.2014.2.15728

Mann L, Kleinpaul JF, Teixeira CS, Konopka CK. Dor lombo-pélvica e exercício físico durante a gestação. Fisioter Mov. 2008;21(2): 99-105.

Passos JS, Araújo TM, Filho ISG, Cruz SS. Condições de vida e saúde bucal: uma abordagem teórico-conceitual das desigualdades sociais. RBSP. 2011;35,(1):138-50.

Moimaz SAS, Saliba O, Santos KT, Queiroz APDG, Garbim CAS. Prevalência de cárie dentária em gestantes atendidas no sistema único de saúde em município paulista. Rev Odontol Araçatuba. 2011;32(1):44-8.

Martins RFM, Azevedo JAP, Dourado CRL, Ribeiro CCC, Alves CMC, Thomaz EBAF. Oral health behaviors and dental treatment during pregnancy: a cross-sectional study nested in a cohort in Northeast Brazil. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2014;14(1):5-11. https:// doi.org/10.4034/PBOCI.2014.141.01

Garbin CAS, Sumida DH, Santos RR, Chehoud KA, Moimaz SAS. Saúde coletiva: promoção de saúde bucal na gravidez. Rev Odontol UNESP. 2011;40(4): 161-5.

Bragion DB, Costa SRG, Zaffalon GT, Tognetti VM, Garcia MBO. Doença periodontal e parto prematuro. Há uma relação de risco? Braz J Health. 2015;3(2):1-10.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2017.1.23449

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS