HIV na gestação: pré-natal, parto e puerpério

Suzane da Silva de Lima, Ludimila Cristina Souza Silva, Michele Vidal dos Santos, João Paulo Martins, Márcia Campos de Oliveira, Marislei Espindula Brasileiro

Resumo


Objetivo: O presente estudo tem como propósitos identificar os fatores que influenciam a adesão da gestante ao acompanhamento pré-natal e destacar os principais cuidados com a gestante soropositiva durante o pré-natal, parto e puerpério.
Materiais e Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, com análise baseada em níveis de evidências. Os dados foram obtidos através da busca em bases de dados virtuais em saúde.
Resultados: Treze estudos compuseram a amostra, sendo que o maior índice foi de evidências moderadas, seis (46,1%) estudos. Os principais cuidados à gestante soropositiva durante o pré-natal, parto e puerpério foram: uso da terapia antirretroviral, evidenciado em sete (53,8%) estudos, seguido do teste Anti-HIV e da preocupação em orientar as puérperas a não amamentar destacados em seis (46,1%) estudos.
Conclusão: Torna-se necessária a implantação de uma assistência de qualidade às gestantes soropositivas, evidenciando a necessidade de estratégias de educação permanente para sensibilizar, mobilizar e capacitar profissionais envolvidos no cuidado, visando, assim, à prevenção da transmissão vertical do HIV para o recém-nascido e à melhora na qualidade de vida da gestante.


Palavras-chave


HIV; gravidez; transmissão vertical; assistência.

Texto completo:

PDF

Referências


Cechim PL, Perdomini FRI, Quaresma LM. Gestantes HIV positivas e sua não-adesão à profilaxia no pré-natal. Rev Bras Enferm. 2007;60(5):519-23. https://doi.org/10.1590/S0034- 71672007000500007

Scherer LM, Borenstein MS, Padilha MI. Gestantes/puérperas com hiv/aids: conhecendo os déficits e os fatores que contribuem no engajamento para o autocuidado. Esc Anna Nery. 2009;13(2): 359-65. https://doi.org/10.1590/S1414-81452009000200017

Passos SCS, Oliveira MIC, Gomes Junior SCS, Silva KS. Aconselhamento sobre o teste rápido anti-HIV em parturientes. Rev Bras Epidemiol. 2013;16(2):278-87. https://doi.org/10.1590/ S1415-790X2013000200005

Ministério da Saúde (BR). Boletim epidemiológico Aids e DST. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Silva RMO, Araújo, CLF, Paz FMT. A realização do teste antihiv no pré-natal: os significados para a gestante. Esc Anna Nery. 2008;12(4):630-6. https://doi.org/10.1590/S1414- 81452008000400004

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Recomendações para profilaxia da transmissão vertical do HIV e terapia antirretroviral em gestantes [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2010 [cited 2015 Jul 20]. Available from: http://www.ensp. fi ocruz.br/portal-ensp/judicializacao/pdfs/490.pdf.

Ministério da Saúde (BR). Departamento de DST, AIDS e Hepatites virais [Internet]. Portaria Nº 1.271, de 6 de junho de 2014. [cited 2015 Out 10]. Available from: http://www.suvisa.ba.gov.br/sites/ default/files/vigilancia_epidemiologica/doencas_transmissiveis/ arquivo/2014/07/11/Instru%C3%A7%C3%A3o%20normativa_

notifica%C3%A7%C3%A3oHIV.pdf

Mendes KDS, Silveira RC, Galvão CM. Revisão Integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2008;17(4):758-64. https:// doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

Pellizzon RF. Pesquisa na área da saúde: 1 – base de dados DeCS (Descritores em Ciências da Saúde). Acta Cir Bras. 2004;19(2): 153-63. https://doi.org/10.1590/S0102-86502004000200013

Milani RN, Canini SRMS, Garbin LM, Teles AS, Gir E, Pimenta FR. Imunização contra hepatite B em profissionais e estudantes da área da saúde: revisão integrativa. Rev Eletr Enf. 2011;13(2):323-30. https://doi.org/10.5216/ree.v13i2.12151

Darmont MQR. Martin HS, Calvet GA, Deslandes SF, Menezes JA. Adesão ao pré-natal de mulheres HIV+ que não fizeram profilaxia da transmissão vertical: um estudo sócio-comportamental e de acesso ao sistema de saúde. Cad. Saúde Pública. 2010;26(9): 1788-96. https://doi.org/10.1590/s0102-311x2010000900012

Faria ER. Gestação e HIV: preditores da adesão ao tratamento no contexto do pré-natal. Psic: Teor Pesq. 2014;30(2):197-203. https:// doi.org/10.1590/s0102-37722014000200009

Araújo MAL, Vieira NFC, Silva RM. Implementação do diagnóstico da infecção pelo HIV para gestantes em Unidade Básica de Saúde da Família em Fortaleza, Ceará. Ciênc Saúde Coletiva. 2008;13(6):1899-

https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000600025

Carneiro AJS, Coelho EAC. Aconselhamento na testagem anti-HIV no ciclo gravídico-puerperal: o olhar da integralidade. Ciênc Saúde Coletiva. 2010;15(1):1216-26. https://doi.org/10.1590/S1413-

Cavalcante MS. Prevenção da transmissão vertical do vírus da imunodeficiência humana: análise da adesão às medidas de profilaxia em uma maternidade de referência em Fortaleza, Ceará, Brasil. Rev. Bras Saude Mater Infant. 2008;8(4):473-9. https://doi. org/10.1590/S1519-38292008000400013

Araújo CLF, Signes AF, Zampier VS. B. O cuidado à puérpera com HIV/AIDS no alojamento conjunto: a visão da equipe de enfermagem. Esc. Anna Nery. 2012;16(1):49-56. https://doi. org/10.1590/S1414-81452012000100007

Teixeira SVB, Silva GS. Women living with hiv: the decision to become pregnant. Rev Pesqui Cuid Fundam. (Online). 2013;5(1):3159-67. https://doi.org/10.9789/2175- 361.2013v5n1p3159

Tirado MCBA, Bortoletti FF, Nakamura UM, Souza E, Soárez PC, Castelo Filho A, Amed AM. Qualidade de vida de gestantes infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) na cidade de São Paulo. Rev Bras Ginecol Obstet. 2014;36(5):228-32. https:// doi.org/10.1590/S0100-7203201400050008

Kleinübing RE, Lipinski JM, Pereira FW, Fonseca AD, Chagas MCS,

Ilha S. Puerperas soropositivas para o HIV: como estão vivenciando a não amamentação. Rev Enferm UFPE on line. 2014;8(1):107-13.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2017.1.22695

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS