Acidentes de trabalho e sua prevenção na produção científica brasileira de enfermeiros: revisão integrativa

Danielli Gavião Mallmann, Josueida de Carvalho Sousa, Karina Silveira de Almeida Hammerschmidt

Resumo


Objetivo: Identificar as evidências científicas nacionais de enfermeiros relacionadas aos acidentes de trabalho e sua prevenção.
Materiais e Métodos: Revisão integrativa, em que a coleta dos artigos foi realizada nas bases de dados MEDLINE, LILACS e BDENF, por meio do cruzamento dos descritores saúde do trabalhador, prevenção de acidentes, riscos ocupacionais, acidentes de trabalho, prevenção & controle e enfermagem do trabalho. Foram incluídos artigos publicados no período de 2005 a 2013, nos idiomas inglês, espanhol e português, realizados no Brasil, que abordavam a temática relacionada aos trabalhadores da saúde e que apresentassem, no mínimo, um autor da enfermagem.
Resultados: Foram selecionados 12 artigos, nos quais os acidentes de trabalho são classificados como biológicos, físicos, químicos e ergonômicos, ou acidentes provocados por material biológico, típicos e de trajeto. Entres as principais causas dos acidentes estão o uso inadequado de equipamento de proteção individual, a falta de adaptação ao exercício profissional, o reencape e a desconexão manual de agulhas. Para preveni-los, deve-se adotar a higienização das mãos, uso de equipamento de proteção individual, treinamento e educação permanente para os trabalhadores.
Conclusão: São necessárias intervenções de educação permanente em saúde que promovam a participação ativa de todos os envolvidos, bem como pesquisas para ampliar o desenvolvimento de ações voltadas para a prevenção de acidentes e promoção da saúde dos trabalhadores.


Palavras-chave


saúde do trabalhador; acidentes de trabalho; riscos ocupacionais; prevenção de acidentes; enfermagem do trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde do trabalhador. Brasília: Ministério da Saúde, 2001.

BRASIL. Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 20 set. 1990.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Notificação de acidentes do trabalho fatais, graves e com crianças e adolescentes. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

Ministério da Previdência Social (BR). Anuário Estatístico da Previdência Social. Brasília. 2013. Disponível em: http://www.previdencia.gov.br/dados-abertos/aeat-2013/

Chiodi MB, Marziale MHP, Mondadori RM, Robazzi MLCC. Acidentes registrados no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Ribeirão Preto, São Paulo. Rev Gaúcha Enferm. 2010;31(2):211-7.

Castro ABS, Sousa JTC, Santos AA. Atribuições do enfermeiro do trabalho na prevenção de riscos ocupacionais. J Health Sci Inst. 2010;28(1):5-7.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enferm. 2008;17(4):758-64.

Ministério do Trabalho e Emprego (BR). Portaria nº 485, de 11 de novembro de 2005. Aprova a Norma Regulamentadora nº 32 (Segurança e saúde no trabalho em estabelecimentos de saúde). Diário Oficial da União, Brasília, 16 nov. 2005.

Pompeo DA. Diagnóstico de enfermagem náusea em pacientes em período pós-operatório imediato: revisão integrativa da literatura [dissertação]. Ribeirão Preto: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo; 2007. 184 f.

Stetler CB, Morsi D, Rucki S, Broughton S, Corrigan B, Fitzgerald J, Giuliano K, Havener P, Sheridan EA. Utilization-focused integrative reviews in a nursing service. Appl Nurs Res 1998; 11(4):195-206.

Toledo MM. Vulnerabilidade de adolescentes ao HIV/AIDS: revisão integrativa [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo; 2008. 153 f.

Marziale MHP, Galon T, Cassiolato FL, Girão FB. Implantação da Norma Regulamentadora 32 e o controle dos acidentes de trabalho. Acta Paul Enferm. 2012;25(6):859-66.

Lima LM, Oliveira CC, Rodrigues KMR. Exposição ocupacional por material biológico no Hospital Santa Casa de Pelotas – 2004 a 2008. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2011;15(1):96-102.

Scussiato LA, Céspedes LDM, Sarquis LMM, Stein Junior AV, Miranda FMA. Análise dos agravos relacionados ao trabalho notificados pela unidade de saúde do trabalhador. REME Rev Min Enferm. 2010;14(1):88-95.

Jansen AC, Robazzi MLCC. Accidentes de trabajo en enfermería y su relación con la instrucción recibida. Cienc Enferm. 2009;15(1):49-59.

Lopes ACS, Oliveira AC, Silva JT, Paiva MHRS. Adesão às precauções padrão pela equipe do atendimento pré-hospitalar móvel de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Cad Saúde Pública. 2008;24(6):1387-96.

Murofuse NT, Alves DCI, Favero GC, Brotto AO. Comportamento dos acadêmicos, docentes e técnicos-administrativos da clínica odontológica da Unioeste: riscos ocupacionais e atividades desenvolvidas. Acta Sci Health Sci. 2008;30(1):81-7.

Magagnini MAM, Miotto LB, Serradilha AFZ. Acidentes de trabalho com material biológico entre os profissionais de saúde. CuidArte Enfermagem. 2008;2(1):53-60.

Chiodi MB, Marziale MHP, Robazzi MLCC. Acidentes de trabalho com material biológico entre trabalhadores de unidades de saúde pública. Rev Latinoam Enferm. 2007;15(4):632-8.

Murofuse NT, Marziale MHP, Gemelli LMG. Acidentes com material biológico em hospital universitário do oeste do Paraná. Rev Gaúcha Enferm. 2005;26(2):168-79.

Correa RA, Souza NVDO. Riscos ocupacionais enfrentados pelo trabalhador de enfermagem no setor de hemodiálise. Rev pesqui cuid fundam (Online). [internet] 2012 [acesso em fev. 15];4(4):2755-64. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1973/pdf_614

Soares LG, Labronici LM, Maftum MA, Sarquis LMM, Kirchhof AL. Risco biológico em trabalhadores de enfermagem: promovendo a reflexão e a prevenção. Cogitare Enferm. 2011;16(2):261-7.

Balista SRR, Santiago SM, Correa Filho HR. A atenção à saúde do trabalhador nas unidades básicas de saúde do SUS: estudo de caso em Campinas, São Paulo. Rev bras saúde ocup. 2011;36(124):216-26.

Silva LA, Secco IAO, Dalri RCMB, Araújo AS, Romano CC, Silveira SE. Enfermagem do trabalho e ergonomia: prevenção de agravos à saúde. Rev Enferm UERJ. 2011;19(2):317-23.

Motta PT, Carvalho RLR, Duarte MEL, Rocha AM. Análise dos acidentes de trabalho do setor de atividade econômica comércio no município de Belo Horizonte. REME Rev Min Enferm. 2011;15(3):427-33.

Rodrigues LMC, Silva CCS, Silva VKBA, Martiniano CS, Silva ACO, Martins MO. Riscos ocupacionais: percepção de profissionais da enfermagem da Estratégia de Saúde da Família em João Pessoa - PB. Rev Bras Ciênc Saúde. 2012;16(3):325-32.

Santos MPS, Aleluia IRS. Caracterização dos acidentes de trabalho durante a atenção à saúde na região nordeste. Revista Ciência & Saúde. 2013;6(3):181-9.

Rios MA, Nery AA, Alves MS, Jesus CS. Acidentes e doenças relacionadas ao trabalho em Jequié, Bahia, registrados no Instituto Nacional de Seguridade Social, 2008-2009. Epidemiol Serv Saúde. 2012;21(2):315-24.

Luz EMF, Magnago TSBS, Ceron MDS, Tolfo F, Carollo JB. Caracterização dos acidentes de trabalho ocorridos com trabalhadores de um hospital universitário. Rev Enferm UFSM. [internet] 2013 [acesso em 2014 ago. 31];3(2):215-26. Disponível em: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/reufsm/article/view/7640/pdf_1

Santana LL, Miranda FMD, Karino ME, Baptista PCP, Felli VEA, Sarquis LMM. Cargas e desgastes de trabalho vivenciados entre trabalhadores de saúde em um hospital de ensino. Rev Gaúcha Enferm. 2013;34(1):64-70.

Karino ME, Felli VEA, Sarquis LMM, Santana LL, Silva SR, Teixeira RC. Cargas de trabalho e desgastes dos trabalhadores de enfermagem de um hospital-escola. Cienc Cuid Saude 2015;14(2):1011-8.

Silva MR, Cortez EA, Valente GSC. Acidentes com materiais perfurocortantes e biológicos no ambiente hospitalar: análise da exposição ao risco e medidas preventivas. Rev pesqui cuid fundam (Online). [internet] 2011 [acesso em 2014 fev. 18];3(2):1856-72. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1280/pdf_387




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2016.1.21810

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS