Efeitos do treinamento aeróbio sobre a capacidade muscular e funcional em pacientes com diabetes mellitus tipo 2

Janaína Lis Sfalcin, Paula Caitano Fontela, Eliane Roseli Winkelmann

Resumo


Introdução: A diabetes mellitus leva a redução da capacidade aeróbia, assim como a diminuição de força muscular respiratória.

Objetivo: Avaliar o impacto do treinamento aeróbio (TA) sobre a força muscular respiratória (FMR) avaliado pela pressão inspiratória (PImáx) e expiratória (PEmáx) máximas, expansibilidade torácica (ExT), capacidade funcional submáxima pelo teste de caminhada de seis minutos (TC6min), resistência muscular localizada (RML) dos membros inferiores e flexibilidade em indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 (DM2).

Materiais e Métodos: Ensaio prospectivo, não randomizado com 27 indivíduos com DM2, os quais foram divididos em grupo treinamento aeróbio (G1) e grupo controle (G2) e avaliada pré e pós intervenção a FMR, a ExT, TC6min, RML dos membros inferiores e flexibilidade. O TA durou 8 semanas, três vezes semanais de 60 minutos cada. A prescrição do TA foi realizada a 60 a 70% da frequência cardíaca máxima monitorado pela escala analógica de Borg.

Resultados: Ocorreu aumento da FMR, 49% da PImáx e PEmáx, do TC6min, da RML e flexibilidade no grupo G1.

Conclusão: O TA foi efetivo na melhora da força muscular respiratória e capacidade funcional em pacientes com DM2.


Palavras-chave


Avaliação em saúde; diabetes mellitus tipo 2; tratamento aeróbio

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2014.1.14236

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS