Uso de simbiótico no tratamento de pacientes obstipados com esclerose lateral amiotrófica

Maria Lúcia Oliveira Dourado Siqueira, Júlia Leite Castro, Silvia Helena Nardi Baroni, Sancha Helena de Lima Vale, Camila Xavier Alves, Márcia Marília Gomes Dantas, Karina Marques Vermeulen, Lúcia Dantas Leite

Resumo


Introdução: O uso de simbióticos no tratamento da obstipação parece ser promissor, sobretudo em portadores de esclerose lateral amiotrófica (ELA) que apresentam a obstipação como sintoma frequente.

Objetivo: avaliar o efeito da suplementação de simbiótico sobre o funcionamento intestinal de pacientes obstipados com ELA.

Materiais e Métodos: Este estudo de intervenção foi realizado com pacientes acompanhados pelo ambulatório multidisciplinar de ELA do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O estudo foi composto por três grupos: 10 controles saudáveis (grupo 1); 10 portadores de ELA obstipados (grupo 2); e 10 portadores de ELA não obstipados (grupo 3). Todos os participantes foram suplementados com de simbiótico (6g/dia), e monitorados por um período de 15 dias quanto à função intestinal.  

Resultados: Participaram do estudo 30 sujeitos (13 homens e 17 mulheres), com idade média de 54,3 (dp=10,6) anos. No grupo 1 não houve alterações para a maioria dos parâmetros observados. No entanto, nos grupo 2 e 3, observou-se melhora no funcionamento intestinal, representada pela presença de evacuação, melhora da consistência das fezes e menor esforço ao evacuar. Essas alterações foram visíveis após 1 semana de suplementação com simbiótico.

Conclusão: O uso regular de simbiótico pode melhorar o funcionamento intestinal em portadores de ELA, estejam eles obstipados ou não.


Palavras-chave


nutrição; esclerose lateral amiotrófica; obstipação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2013.3.13548

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS