Propriocepção na prevenção e tratamento de lesões nos esportes

Cristiane Ferreira Chaskel, Cássio Preis, Luiz Bertassoni Neto

Resumo


Introdução: A propriocepção é a capacidade de percepção da posição estática e dinâmica do corpo e seus segmentos. Objetivo: Analisar o foco das publicações atuais e rever o conteúdo sobre avaliação, tratamento e prevenção da propriocepção na recuperação cinética funcional esportiva. Materiais e Métodos: Revisão de periódicos científicos dos últimos 12 anos, através dos descritores: propriocepção, traumatismos em atletas e fisioterapia; no portal CAPES, além de busca específica em PEDro e COCHRANE. Incluiu estudos que se propunham a avaliar, prevenir ou tratar a propriocepção em lesões possíveis nos esportes, foram excluídos estudos com população menor que 15. Resultados: Foram encontrados no total de 1412 artigos. Os 43 artigos que atendiam os critérios foram tabulados e organizados por articulação abordada. Equipamentos tecnológicos e instrumentos de baixa complexidade e custo podem ser úteis para avaliar variáveis relativas à propriocepção. Técnicas que objetivam aumento de força muscular associada ao equilíbrio estático e dinâmico parecem contribuir com desempenho do sistema proprioceptivo, melhorando a estabilidade e defesa articular. Conclusão: A avaliação, tratamento e prevenção da propriocepção demonstrou alta relevância na manutenção do equilíbrio, da estabilidade articular e do controle da força muscular excêntrica sendo de grande valia na recuperação cinética funcional das lesões e desempenho do atleta. As articulações do quadril e punho/mão carecem de estudos a respeito. Prevenção de lesões, comparações entre intervenções, em especial estudos em longo prazo, além de estudos sobre a fisioterapia proprioceptiva na hidroterapia, ou específica a um esporte enriqueceriam o conteúdo científico atual.

Palavras-chave


propriocepção; traumatismos em atletas; fisioterapia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2013.1.12714

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS