Uma história das práticas de ensino da leitura e da escrita na produção autobiográfica de professores e alunos no Brasil (1870-1970)*

Denice Barbara Catani, Paula Perin Vicentini

Resumo


O texto aborda investigação que discute amplamente a natureza das informações advindas das reconstruções memorialísticas e ficcionais e sublinha a possibilidade de se apreender, mediante o exame de tais fontes, as maneiras pelas quais os sujeitos constroem os sentidos das experiências de vida escolar e como estas integram-se ao desenvolvimento dos sujeitos ao longo de tempos diversos da existência. A pesquisa analisa tanto perspectivas reconstruídas a partir da posição de alunos quanto a partir do lugar dos professores. Em ambos os casos, são frequentes as referências às práticas de ensino da leitura e da escrita. Evidentemente, tais referências são melhor compreendidas à luz da história da escolarização e da análise de outras práticas sociais, mas também é de se sublinhar o fato de que as referências às experiências de vida escolar e, em especial, aquelas ligadas ao aprendizado da leitura e da escrita, são numerosas nas fontes autobiográficas.

Palavras-chave


leitura; profissão docente; cultura escolar

Texto completo:

PDF


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS