Exploração do sujeito problemático: história de vida, subjetividade, experiência de vida

Henning Salling Olesen

Resumo


Recentes e novas agendas sobre aprendizagem ao longo da vida mudaram a forma política do discurso da educação (institucional) para o indivíduo e da aprendizagem em todos os aspectos da vida. Ao mesmo tempo, pode-se ver no discurso acadêmico e profissional um forte interesse em conceitos da vida individual. Quais são as perguntas que os decisores políticos e como os pesquisadores tentam responder? A pesquisa crítica em educação de adultos deve teorizar as condições de aprendizagem. Em um capitalismo modernizado, os sujeitos estão se tornando visíveis e significativos na sua pluralidade, ao mesmo tempo em que o conhecimento e a competência se tornam um fenômeno social. A fim de evitar a individualização do indivíduo, o artigo desenvolve uma concepção de pesquisa de história de vida com base em uma noção de experiência social e ambivalência, que vê a aprendizagem do sujeito emergente/visível como a dinâmica cultural e social de fazer sentido, referindo-se a uma tradição cultural de análise empírica de um arcabouço teórico para entender a relação entre a prática social, linguagem e aprendizagem. É um quadro baseado na teoria psicanalítica e crítica social, e sugere que a biografia individual de aprendizagem pode ser melhor analisada como uma versão específica de uma situação social para o indivíduo.

Palavras-chave


pesquisa de história de vida; experiência social e ambivalência; educação ao longo da vida; prática social, linguagem e aprendizagem; o sujeito problematizado

Texto completo:

PDF


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS