Um estudo acerca dos contextos emergentes nos cursos de licenciatura no Brasil: em destaque a internacionalização

Marilene Gabriel Dalla Corte

Resumo


Este estudo delineia e analisa os principais elementos que configuram contextos emergentes na Educação Superior e, em especial, nos cursos de licenciatura no Brasil. Trata-se de uma pesquisa do estado do conhecimento, realizada na Biblioteca Digital do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), no período de 2012 a 2016. Os trabalhos analisados apresentam elementos que caracterizam o que tem se configurado emergente na perspectiva da expansão e diversificação, da interlocução educação básica e superior, da diversidade e, em especial, da internacionalização entendida como desafio aos cursos de licenciatura. Nas produções científicas a terminologia “contextos emergentes” ainda é pouco discutida, entretanto estão relacionados a elementos que interferem ou decorrem da [re]formulação de políticas educacionais; se descortinam em estratégias e ações de governo e/ou institucionais e estão imbricados ao cenário da formação de professores.


Palavras-chave


Contextos emergentes; Internacionalização; Cursos de licenciatura; Educação Superior.

Texto completo:

PDF

Referências


BARRETO, K. C. C. As cotas nos cursos de licenciatura presenciais da Universidade Federal de Goiás: a questão do reconhecimento. Dissertação de Mestrado. Universidade de Brasília (UNB), 2015. Disponível em: .

BDTD. Biblioteca Digital de Teses e dissertações. Disponível em: .

CAMATTI, L. A emergência do sujeito pedagógico surdo no espaço de convergência entre comunidade e escola de surdos. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), 2011.

CAVALCANTI, L. B. Funcionamento e efetividade do laboratório virtual de ensino de matemática na formação de professores de matemática na modalidade EaD. Tese de Doutorado. Universidade de Campinas (UNICAMP), 2014.

CERDEIRA, L.. Os desafios da gestão do ensino superior: algumas tendências e tensões. In.: CUNHA, M. I.; BROILO, C. L. (Orgs.). Qualidade da educação superior: grupos investigativos internacionais em diálogo. Araraquara, SP: Junqueira&Marin, 2012.

COSTA, A. M. M. Educação para a cidadania e ensino superior. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), 2011.

DALLA NORA, D. O Trabalho Pedagógico no PIBID – Cultura Esportiva da Escola e suas repercussões para a formação inicial em Educação Física. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), 2015. Disponível em: < http://cascavel.ufsm.br/tede//tde_arquivos/48/TDE-2016-02-18T113851Z-6882/Publico/DALLA%20NORA,%20DAIANE.pdf />.

FERREIRA, N. S. de A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Revista Educação & Sociedade, Campinas, n. 79, p. 257-272, Ago, 2002.

FRANCO, M. E. D. P. MOROSINI, M. C. Qualidade na educação superior: dimensões e indicadores. Porto Alegre, RS: EDIPUCRS, 2012.

FRANCO, L. I. A. Um caminho para a dança na educação física escolar: dinâmicas pautadas nos pilares básicos da educação/UNESCO. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), 2015.

JAHN, A. B. O PIBID e a docência na educação física: perspectivas na formação inicial e continuada. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), 2015. Disponível em: < https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/139580/000990185.pdf?sequence=1>.

IBICT. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Disponível em: .

KNIGHT, J. Internationalization Remodelled: Definitions, Rationales and Approaches. Journal of Studies in International Education. 2012. Disponível em: . Acesso em: 24 jun. 2016.

KENSKI, V. M. Tecnologias e tempo docente. Campinas, SP: Papirus, 2013.

LIMA, L. C.; AZEVEDO, M. N.; CATANI, A. M. O processo de Bolonha, a avaliação da educação superior e algumas considerações sobre a universidade nova. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, p. 7-36, v. 13, n. 1, mar. 2008.

LORENZET, D. Expansão e democratização da educação superior brasileira: a oferta de Licenciaturas nos Institutos Federais no estado do Rio Grande do Sul. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), 2016. Disponível em: < http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/151686>.

MACIEL, D. A. S. Políticas públicas e democratização educacional: acesso e permanência no ensino superior através do Programa Reuni. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal da Bahia (UFBA), 2014. Disponível em: .

MONTEIRO, C. C. F. O ensino do design no Mercosul: uma proposta para a integração. 2013. 187 p. Tese (Doutorado em Desenho Industrial)-Universidade Estadual Paulista. Bauru, SP, 2013.

MOROSINI, M. C. A universidade nos contextos emergentes: os modelos e papéis. In: Educação Superior e contextos emergentes. FRANCO, M. E. D. P; ZITKOSKI, J. J.; FRANCO, S. R. K. (Org). Porto Alegre, EDIPUCRS, 2016.

MOROSINI, M. C. Estado de conhecimento e questões do campo científico. Revista da Educação. Santa Maria, v. 40, n. 1, p. 101-116, jan./abr. 2015.

MOROSINI, M. C. O Ensino Superior no Brasil. In.: STEPHANOU, Maria; BASTOS, Maria Helena Câmara. Histórias e Memórias da Educação no Brasil. Vol III: século XX. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005, p. 296-323.

MOROSINI, M. C. Qualidade da Educação Superior e contextos emergentes. Revista de Avaliação. Campinas; Sorocaba -SP, v.19, n.2, p. 385-405, jul.2014.

MOROSINI, M. C.; FERNANDES, C. M. B. . Estado do Conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação Por Escrito, v. 5, p. 154-164, 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 dez 2016.

MOTTA, R. A. Tecnologia educacional no ensino superior: cenários da educação a distância e a avaliação institucional. In.: COLOMBO, Sonia S. (Org.). Gestão universitária: os caminhos para a excelência. Porto Alegre, RS: Penso, 2013.

NASCIMENTO, D. de S. A expansão da educação superior e o trabalho docente - um estudo sobre o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR) na UFPA. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Pará (UFPA), 2012. Disponível em: .

PIMENTA, S. G. ANASTASIOU, L. G. C. Docência no Ensino Superior. 4. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2010.

PINHEIRO, J. C. Metamorfoses de formadores de professores na educação em ciências modificando práticas na prática de formação docente a distância. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Pará (UFPA), 2012.

PINTO, F. P. Análise das políticas de permanência: estudo multicaso das Universidades Federais do Estado de São Paulo. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de São Paulo (USP), 2015. Disponível em: .

SENA, A. P. de. Internacionalização da educação e formação de capital humano e cultural: estudo com alunos intercambistas da Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Dissertação de Mestrado. Universidade de Fortaleza (UNIFOR), 2013. Disponível em: < http://www.scirp.org/(S(lz5mqp453edsnp55rrgjct55))/reference/ReferencesPapers.aspx?ReferenceID=1957405>.

SILVA, L. de O. Estágio supervisionado com uso de ambientes virtuais: possibilidades colaborativas. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 2013. Disponível em: < http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/MGSS-9DFDD2>.

STOLF, F. Assistência estudantil na Universidade Federal de Santa Catarina: uma análise inicial do Programa Bolsa Estudantil. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2014. Disponível em: .

TAVARES, M. Internacionalização da educação superior: estratégias e ações da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Dissertação de Mestrado. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Pato Branco (UTFPR), 2016. Disponível em: < http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/1741/1/PB_PPGDR_M_Tavares%2c%20Marcelo_2016.pdf>.

TANAKA, E. M. A política de cotas para estudantes egressos de escolas públicas e a expansão da educação superior no Brasil: o PROUNI e o REUNI em foco. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Maringá (UNEM), 2013. Disponível em: .

VICENTE, M. F. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID – e a formação inicial de professores. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual Paulista, campus de Presidente Prudente – SP, 2016. Disponível em: < https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/136468/vicente_mf_me_prud.pdf?sequence=3>.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2017.3.29023




Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS