A crítica dialética de Theodor Adorno ao fascismo: implicações no campo formativo

Sinésio Ferraz Bueno

Resumo


A análise de Theodor W. Adorno ao fascismo aparece como um dos temas mais importantes da Teoria Crítica, pois esse filósofo dedicou ao assunto uma parte expressiva de sua obra intelectual. Nessa reflexão, o conceito freudiano de unheimlich teve um papel fundamental, pois permitiu a compreensão da relação ambivalente no que diz respeito a estranhos e estrangeiros, na consideração de que o diferente repele e ao mesmo tempo é internamente familiar. Na análise crítica de Adorno sobre o fascismo, a estigmatização da diferença, impulsionada pela incapacidade de compreensão e aceitação dos próprios conteúdos pulsionais do sujeito, acarreta o desenvolvimento de fortes tendências de segregação, que adquirem coloração fascista sempre que se manifestam como oposições in-group e out-group. Este artigo pretende repercutir a importância dessa análise no campo educativo, em especial no que se refere a possibilidades autorreflexivas no campo formativo.


Palavras-chave


Theodor Adorno. Fascismo. Teoria Crítica. Unheimlich. Psicanálise.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. W. Sobre música popular. In: Cohn , G. (Org.). Theodor W. Adorno. São Paulo: Ática. 1986.

ADORNO, T. W. Educação e emancipação. Trad. de Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ADORNO, T. W. Minima moralia. Trad. de Gabriel Cohn. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2008.

ADORNO, T. W. Dialética negativa. Trad. de Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

ADORNO, T. W. Ensaios sobre psicologia social e psicanálise. Trad. de Verlaine Freitas. São Paulo: Editora da Unesp, 2015.

ADORNO, T. W. Liderança democrática e manipulação de massas. Disponível em: . Acesso em: jul. 2016.

ADORNO, T. W.; Horkheimer , M. Dialética do esclarecimento. Trad. de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

FREUD, S. Mal-estar na civilização. Trad. de José Octavio de Abreu. Rio de Janeiro: Imago, 1974.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2017.3.25982

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS