Desigualdade à brasileira: capital étnico-racial no acesso ao ensino superior

Márcio Mucedula Aguiar, Débora Cristina Piotto

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar indicadores socioeconômicos e étnico-raciais de estudantes da Universidade de São Paulo após a adoção de seu Programa de Inclusão Social. Foram analisados dados sobre renda familiar, origem escolar, escolaridade dos pais e cor / raça dos estudantes dos três cursos mais seletivos e dos três menos seletivos da USP entre 2005 e 2014. Os resultados mostram que, em relação ao aspecto étnico-racial, muito embora os cursos menos seletivos tenham apresentado maior diversificação, todos os analisados foram constituídos, majoritariamente, por estudantes autodeclarados brancos.


Palavras-chave


Ações afirmativas; Cotas; Estudantes negros

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Wilson M. Prouni e o acesso de estudantes negros ao ensino superior. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 23, jan./abr. 2017.

ARTES, Amélia; RICOLDI, Arlene M. Acesso de negros no ensino superior: o que mudou entre 2000 e 2010. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 45, n. 158, p. 858-881, out./dez. 2015.

AUMENTA a participação de alunos da rede pública na USP. Folha de S. Paulo, São Paulo, 21 fev. 2009.

BALBACHEVSKY, Elizabeth. Cotas raciais, não! Cotas associadas ao nível de renda, sim. Revista da Adusp, São Paulo, n. 47, p. 26-28, jun. 2010.

BITTAR, Mariluce; ALMEIDA, Carina Elisabeth Maciel de. Mitos e controvérsias sobre a política de cotas para negros na educação superior. Educar em Revista, Curitiba, n. 28, p. 141-159, jul./dez. 2006.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. Os herdeiros: os estudantes e a cultura. Tradução Ione Ribeiro Valle e Nilton Valle. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.

______. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio (Org.). Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 1998. p. 39-64.

BRASIL. Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Agência Brasil. Percentual de negros em universidades dobra, mas é inferior ao de brancos. RJ: EBC, 2016. Disponível em:

http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2016-12/percentualde-

negros-em-universidades-dobra-mas-e-inferior-ao-debrancos. Acesso em: 29 maio 2017.

CARVALHO, José Murilo. A universidade pública e a diversificação do corpo discente. In: PEIXOTO, Maria do Carmo de Lacerda; ARANHA, Antônia Vitória (Org.). Universidade pública e inclusão social: experiência e imaginação. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008. p. 225-237.

CORBUCCI, Paulo Roberto. Evolução do acesso de jovens à educação superior no Brasil. Texto para discussão 1950. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Brasília: Rio de Janeiro, 2014.

DAFLON, Verônica T.; FERES JÚNIOR, João; CAMPOS, Luiz A. Ações afirmativas raciais no ensino superior público brasileiro: um panorama analítico. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 148, p. 302-327, jan./abr. 2013.

DAMASCENO, Maria Caetana. “Em casa de enforcado não se fala em corda”: notas sobre a construção social da “boa” aparência no Brasil. In: GUIMARÃES, A. S. A.; HUNTLEY, L. Tirando a máscara: ensaios sobre racismo no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

DIEESE. Cesta Básica Nacional. São Paulo: Dieese, 2014. Disponível em: http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html. Acesso em: 9 set. 2014.

FERES JR., João et al. As políticas de ação afirmativa nas universidades estaduais (2013). In: FERES JR, João; DAFLON, Verônica; BARBABELA, Eduardo. Levantamento de políticas de ação afirmativa (Gemaa), Iesp-Uerj, 2013. p. 1-25.

FERNANDES, Florestan. O negro no mundo dos brancos. 2 ed. São Paulo: Global Editora, 2007.

FREYRE, Gilberto. Casa grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. 26. ed. Rio de Janeiro: Record, 1989.

GUARNIERI, Fernanda Vieira; MELO-SILVA, Lucy Leal. Ações afirmativas na educação superior: rumos da discussão nos últimos cinco anos. Psicologia e Sociedade, Belo Horizonte, v. 19, n. 2, p. 70-78, maio/ago. 2007.

GUIMARÃES, Antônio Sérgio Alfredo. Acesso de negros às universidades públicas. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 118, p. 247-268, mar. 2003.

______. Classes, raças e democracia. São Paulo: Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo: Editora 34, 2002.

HASENBALG, Carlos Alfredo. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

HERINGER, Rosana. Políticas de promoção da igualdade racial no Brasil: um balanço do período 2001-2004. In: FERES JR, João; ZONINSEIN, Jonas. Ação afirmativa e universidade: experiências nacionais comparadas. Brasília: Editora Unb, 2006.

MATOS, Maurício S. et al. O impacto do Programa de Inclusão Social da Universidade de São Paulo no acesso de estudantes de escola pública ao ensino superior gratuito. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 93, n. 235, p. 720-742, set./dez. 2012.

MOEHLECKE, Sabrina. Ação afirmativa no ensino superior: entre a excelência e a justiça racial. Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88 (n. especial), p. 757-776, out. 2004.

______. Ação afirmativa: debates e história no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 117, p. 197-217, nov. 2002.

MUNANGA, Kabengele. Cotas raciais na USP, um debate atropelado e “operação abafa”. Revista da Adusp, São Paulo, n. 47, p. 20-25, jun. 2010.

NOGUEIRA, Oracy. Preconceito de marca: as relações raciais em Itapetininga. São Paulo: Edusp, 1998.

OLIVEIRA, Maria Luiza Borges. Cartilha do Censo de 2010 – pessoas com deficiência. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR)/Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD)/Coordenação-Geral do Sistema de Informações sobre a Pessoa com Deficiência; Brasília, 2012.

PIMENTA, Selma G. et al. O impacto do Inclusp no ingresso de estudantes da escola pública na USP (período 2007-2008). São Paulo: Pró-Reitoria de Graduação, 2008. Disponível em:

http://www.usp.br/inclusp/site. Acesso em: 7 nov. 2008.

PIOTTO, Débora Cristina; NOGUEIRA, Maria Alice. Incluindo quem? Um exame de indicadores socioeconômicos do Programa de Inclusão Social da USP. Educação e Pesquisa – Revista da Faculdade de Educação da USP, v. 42, p. 625-649, 2016.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Coordenadoria de Informação, Monitoramento e Avaliação Educacional (Cima). Censo Escolar 2015. SP: Cima-SEE/SP, 2015. Disponível em:

http://www.educacao.sp.gov.br/cima/consultas/censo-escolar/. Acesso em: 29 maio 2017.

SOUZA, Alberto M. Desempenho dos candidatos no vestibular e o sistema de cotas na Uerj. Ensaio: Aval. Pol. Públ. Educ., v. 20, n. 77, p. 701-724, dez. 2012.

TELLES, Edward Eric. Racismo à brasileira: uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.

TESSLER, Leandro R. Ação afirmativa sem cotas: o Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social da Unicamp. In: PEIXOTO, Maria C. L.; ARANHA, Antônia V. (Org.). Universidade pública e inclusão social: experiência e imaginação. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008. p. 67-91.

TRAGTENBERG, Marcelo. et. al. Como aumentar a proporção de estudantes negros na universidade? Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 36, n. 128, maio/ago. 2006.

WINTHER, Juliana M.; GOLGHER, André B. Uma investigação sobre a aplicação de bônus adicional como política de ação afirmativa na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Rev. Bras. Estud. Popul., v. 27, n. 2, p. 333-359, dez. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2018.3.24897

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS