A educação e a tarefa de formação da cultura, da solidariedade e da personalidade

Cledes Antonio Casagrande, José Pedro Boufleuer

Resumo


Este artigo discute, a partir da teoria do agir comunicativo de Jürgen Habermas, o papel da formação escolar diante das tarefas de apropriação e de reconstrução do saber cultural, de desenvolvimento dos laços de solidariedade e de estabilização de uma identidade pessoal. Argumenta-se que os processos de aprendizagem possuem papel fundamental na manutenção e na reprodução dos componentes estruturais do mundo da vida – cultura, sociedade e personalidade. Por conseguinte, cabe à instituição escolar avaliar e orientar os processos de ensino e de aprendizagem na perspectiva da compreensão da estrutura simbólica do conhecimento, da necessária reconstrução dos saberes culturais e da formação à responsabilidade e à solidariedade, bem como auxiliar na formação de identidades pessoais mais descentradas e mais condizentes com os desafios do mundo atual.


Palavras-chave


Educação. Cultura. Solidariedade. Identidade. Agir comunicativo.

Texto completo:

PDF

Referências


BANNELL, Ralph Ings. Habermas & a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

BANNELL, Ralph Ings. Habermas: racionalidade e processo de aprendizagem no projeto da modernidade. In: PAGNI, Pedro Angelo; SILVA, Divino José da (Org.). Introdução à filosofia da educação: temas contemporâneos e história. São Paulo: Avercamp, 2007. p. 272-297.

BANNWART JÚNIOR, Clodomiro José. Estruturas normativas da teoria da evolução social de Habermas. 2008. 265 f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Unicamp, Campinas, 2008.

BOUFLEUER, José Pedro. Pedagogia da ação comunicativa: uma leitura de Habermas. 3.ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2001.

BOUFLEUER, José Pedro. A aprendizagem dos saberes em sua estrutura comunicativa como exigência de uma formação emancipadora. In: CENCI, Ângelo Vitório; DALBOSCO, Cláudio Almir; MÜHL, Eldon Henrique (Org.). Sobre filosofia e educação: racionalidade, diversidade e formação pedagógica. Passo Fundo: Ed. Univ. de Passo Fundo, 2009. p. 253-267.

CASAGRANDE, Cledes Antonio. Educação, intersubjetividade e aprendizagem em Habermas. Injuí: Unijuí, 2009a.

CASAGRANDE, Cledes Antonio. Subjetividade, identidade e educação: pressupostos para compreender a formação humana num contexto pós-moderno. In: MEURER, César Fernando; CASAGRANDE, Cledes Antonio. Educação e processo formativos. Canoas, RS: Salles, 2009b. p. 11-26.

CASAGRANDE, Cledes Antonio. Identidade e biografia sob a ótica da ação comunicativa de Jürgen Habermas. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Org.). (Auto)biografia e formação humana. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2010. p. 23-43.

CASAGRANDE, Cledes Antonio. A formação do eu em Mead e em Habermas: desafios e implicações à educação. 2012. 197 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-Graduação em Educação, Porto Alegre, 2012a.

CASAGRANDE, Cledes Antonio. As condições de produção do conhecimento em educação e o problema da formação humana na perspectiva da teoria da ação comunicativa. In: DÍAZ MEZA, Cristhian James; SARMENTO, Dirléia Fanfa. Currículo e práticas pedagógicas: vozes e olhares numa perspectiva crítica. Canoas, RS: Editora Unilasalle, 2012b. p. 27-49.

CASAGRANDE, Cledes Antonio. G. H. Mead & a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

DEAKIN CRICK, Ruth; JOLDERSMA, Clarence W. Habermas, lifelong learning and citizenship education. Studies in Philosophy and Education, Dordrecht, v. 26, n. 2, p. 77-95, mar. 2007. Disponível em: Acesso em: 22 maio 2012.

DE WAAL, Frans B. M. Eu, primata. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

DE WAAL, Frans B. M. A era da empatia. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

EDELSTEIN, Wolfgang; NUNNER-WINKLER, Gertrud. Morality in context. Amsterdam: Elsevier, 2005.

EDER, Klaus. As sociedades aprendem, mas o mundo é difícil de mudar. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, São Paulo, n. 53, p. 05-28, 2001.

GOERGEN, Pedro. Teoria da ação comunicativa e práxis pedagógica. In: DALBOSCO, Cláudio Almir; TROMBETTA, Gerson Luís; LONGHI, Solange Maria (Org.). Sobre filosofia e educação: subjetividade e intersubjetividade na fundamentação da práxis pedagógica. Passo Fundo: UPF, 2004. p. 111-151.

GOMES, Luiz Roberto. Educação e consenso em Habermas. Campinas: Ed. Alínea, 2007.

GOMES, Luiz Roberto. O consenso como perspectiva de emancipação: implicações educativas a partir da teoria da ação comunicativa de Habermas. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 29., 2006, Caxambu. Anais eletrônicos. Disponível em: . Acesso em: 15 de mar. 2010.

HABERMAS, Jürgen. Conhecimento e interesse. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

HABERMAS, Jürgen. Para a reconstrução do materialismo histórico. São Paulo: Brasiliense, 1983.

HABERMAS, Jürgen. Passado como futuro. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1993.

HABERMAS, Jürgen. Comentários à ética do discurso. Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

HABERMAS, Jürgen. O discurso filosófico da modernidade: doze lições. São Paulo: Martins Fontes, 2002a.

HABERMAS, Jürgen. Pensamento pós-metafísico: estudos filosóficos. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2002b.

HABERMAS, Jürgen. Verdade e justificação: ensaios filosóficos. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

HABERMAS, Jürgen. Teoria do agir comunicativo: racionalidade da ação e racionalização social (v. 1). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012a.

HABERMAS, Jürgen. Teoria do agir comunicativo: sobre a crítica da razão funcionalista (v. 2). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012b.

HERMANN, Nadja. Validade em educação: intuições e problemas na recepção de Habermas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1999.

HERMANN, Nadja. Hermenêutica e educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

HERMANN, Nadja. Os alcances pedagógicos da crítica habermasiana à filosofia da consciência. In: DALBOSCO, Cláudio Almir; TROMBETTA, Gerson Luís; LONGHI, Solange Maria (Org.). Sobre filosofia e educação: subjetividade e intersubjetividade na fundamentação da práxis pedagógica. Passo Fundo: UPF, 2004. p. 92-110.

HERMANN, Nadja. Ética e estética: a relação quase esquecida. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2005.

HERMANN, Nadja. Ética & educação: outra sensibilidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

HERRON, Jon C.; FREEMAN, Scott. Evolutionary analysis. 5. ed. Pearson: Boston, 2014.

KANT, Immanuel. Sobre a pedagogia. 4. ed. Piracicaba: Editora Unimep, 2004.

LIMA, Aluísio Ferreira de. Acepções de identidade na obra de Jürgen Habermas: subsídios para uma psicologia social criticamente orientada. Psicologia & Sociedade, v. 24, n. 02, p. 253-262, 2012.

MARQUES, Mario Osorio. Conhecimento e modernidade em reconstrução. Ijuí: Unijuí, 1993.

MARQUES, Mario Osorio. Pedagogia: a ciência do educador. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 1996.

MARQUES, Mario Osorio. A aprendizagem na mediação social do aprendido e da docência. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2000.

MARTINAZZO, Celso José. Pedagogia do entendimento intersubjetivo: razões e perspectivas para uma racionalidade comunicativa na pedagogia. Ijuí: Ed. Unijuí, 2005.

MCCARTHY, Thomas. La teoría crítica de Jürgen Habermas. 4. ed. Madrid: Tecnos, 2002.

MENDES, Vitor Hugo. O sujeito da educação no horizonte da intersubjetividade comunicativa. Anais da 30ª reunião anual da Anped, Caxambu, 2007. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2010.

MÜHL, Eldon Henrique. Habermas e a educação: ação pedagógica como agir comunicativo. Passo Fundo: UPF, 2003.

MÜHL, Eldon Henrique. Habermas e a educação: racionalidade comunicativa, diagnóstico crítico e emancipação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 32, n. 117, p. 1035-1050, out./dez. 2011.

NEITZEL, Odair. Os processos de constituição do eu: possíveis aproximações entre Habermas e a neurofilosofia. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 29, n. 58, p. 811-827, jul./ dez. 2015.

NUNNER-WINKLER, Gertrud. Formação da identidade em tempos de mudanças velozes e multiplicidade normativa. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 1, p. 56-64, 2011.

REPA, Luiz. A transformação da filosofia em Jürgen Habermas: os papéis de reconstrução, interpretação e crítica. São Paulo: Singular; Esfera Pública, 2008.

SIEBENEICHLER, Flávio Beno. Jürgen Habermas: razão comunicativa e emancipação. 4. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2018.1.24727




Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS