O Tecido Complexo Formativo Docente nas licenciaturas: contribuições da complexidade para a formação de professores

Greice Scremin, Silvia Maria de Aguiar Isaia

Resumo


Este trabalho apresenta o Tecido Complexo Formativo Docente, constituído a partir de Interpretação Complexa (IC). Os resultados apresentados são decorrentes de uma tese de doutorado sobre as repercussões dos conhecimentos específicos das áreas nos processos formativos nos cursos de licenciatura. O estudo teve a base teórico-epistêmica da Teoria da Complexidade e se deu por meio de uma metodologia qualitativa, em que foi construído um tipo distinto de interpretação (IC) que pode contribuir em outros estudos na área. Os instrumentos de coleta de informações foram análise de documentos e entrevistas narrativas com docentes de licenciaturas. Este estudo possibilitou a elaboração do constructo Tecido Complexo Formativo Docente, constituído por três Redes Complexas (Específica da área, Formativa Docente e Operativa Formativa) que evidenciam a necessidade de que a formação docente seja compreendida em sua complexidade e atue na religação dos saberes.


Palavras-chave


Formação docente. Licenciaturas. Interpretação Complexa. Tecido Complexo Formativo Docente.

Texto completo:

PDF

Referências


BEHRENS, Marilda Aparecida. Docência universitária num paradigma da complexidade: possibilidades de formação continuada no stricto sensu. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 10, n. 29, p. 27-44, jan./abr. 2010.

BEHRENS, Marilda Aparecida. Formação continuada dos professores e a prática pedagógica. Curitiba: Champagnat, 1996.

BEHRENS, Marilda Aparecida. O paradigma da complexidade na formação e no desenvolvimento profissional de professores universitários. Revista Educação, Porto Alegre, v. 30, n. 3, p. 439-455, set./dez. 2007.

BEHRENS, Marilda. Aparecida. O paradigma emergente e a prática pedagógica. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução de Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Porto: Porto Editora, 1994.

BOLÍVAR, Antonio; DOMINGO, Jesús; FERNÁNDEZ, Manuel. La investigación biográfica-narrativa em educación. Madrid: La Muralla, 2001.

CONNELLY, Michael; CLANDININ, Jean. Relatos de experiência e investigación narrativa. In: LARROSA, Jorge et al. Déjame que te cuente. Barcelona: Alertes, 1995.

HUBERMAN, Michael. Trabajando con narrativas biográficas. In: McEWAN, Hunter; EGAN, Kieran. (Comp.). La narrativa en la enseñanza, el aprendizaje y la investigación. Buenos Aires: Amorrortu, 1998. p. 183-235.

ISAIA, Silvia Maria de Aguiar. Professores de licenciatura: concepções de docência. In: MOROSINI, Marília Costa (Org.). Enciclopédia de Pedagogia Universitária. Porto Alegre: FAPERGS/RIES, 2003. p. 263-277.

ISAIA, Silvia Maria de Aguiar; BOLZAN, Doris Pires Vargas. Construção da profissão docente: possibilidades e desafios para a formação. In: ISAIA, Silvia Maria de Aguiar;

BOLZAN, Doris Pires Vargas; MACIEL, Adriana Moreira da Rocha (Org.). Pedagogia universitária: tecendo redes sobre a educação superior. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2009. p. 163-175.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Tradução de Eliane Lisboa. Porto Alegre: Sulina, 2006.

MORIN, Edgar. O método 3 – O conhecimento do conhecimento. Tradução de Juremir Machado da Silva. 4. ed. Porto Alegre: Sulina, 2008.

MORIN, Edgar. Os desafios da complexidade. In: MORIN, Edgar. A religação dos saberes: o desafio do século XXI. Tradução de Flávia Nascimento. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010. p. 559-567.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2 ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2000.

SANTOS, Eliane Aparecida Galvão dos. A dinâmica de ações extensionistas na formação continuada de professores municipais de Santa Maria/RS: a tessitura de processos formativos. 2013. 229 f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.

SOUSA SANTOS, Boaventura. Um discurso sobre as ciências. 13. ed. Porto: Edições Afrontamento, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2015.3.18843

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS