Três fases da Teoria Cepalina: uma análise de suas principais contribuições ao pensamento econômico latino-americano

Ulisses Pereira dos Santos, Francisco Horácio Pereira de Oliveira

Resumo


A segunda metade do século XX foi um período de intensas transformações na economia internacional, com muitas inovações teóricas no campo da ciência econômica. Neste contexto, surgiram as principais formulações teóricas dos pesquisadores da CEPAL. Os vários conceitos formulados pelos cepalinos visaram o entendimento dos problemas relacionados ao subdesenvolvimento econômico. Este trabalho objetivou reunir os principais conceitos teóricos formulados pelos cepalinos, sendo estes o da deterioração dos termos de troca, inflação, heterogeneidade estrutural e análise sobre a tecnologia nas estruturas subdesenvolvidas. Para isto tais conceitos foram dispostos em três fases visando explicitar a evolução cronológica do pensamento formulado na CEPAL: gênese, afirmação e renovação do pensamento cepalino. Concluiu-se que há necessidade de se relembrar a contribuição cepalina, a qual pode ser considerada uma teoria do subdesenvolvimento econômico.

Palavras-chave


CEPAL. América Latina. Subdesenvolvimento. Desenvolvimento econômico.

Texto completo:

PDF


ISSN-L: 1516-2680
e-ISSN:
1980-6302


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. *Disponibilidade para depósito: Azul.

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS