Cartografias da Paragem: Desmobilizações jovens contemporâneas e o redesenho das formas de vida

Edegardo de Freitas

Resumo


A obra a que se refere a presente resenha, nominalmente, “Cartografias da Paragem – Desmobilizações jovens contemporâneas e o redesenho das formas de vida”, conforme apontam os autores, é fruto de pesquisas realizadas entre os anos de 2013 e 2016 no âmbito do CESAP (Centro de Estudos Sociais Aplicados), vinculado ao IUPERJ-UCAM, sob a coordenação da professora Maria Isabel Mendes de Almeida.

Palavras-chave


Juventude; Mobilizações; Participação

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Isabel Mendes de (coordenadora). Cartografias da paragem: Desmobilizações jovens contemporâneas e o redesenho das formas de vida. Rio de Janeiro: Gramma, 2016. 156 p.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Tradução Carlos Alberto Medeiros – 1.ed. - Rio de Janeiro: Zahar, 2013. 272 p.

HARVEY, David et al. Occupy: movimentos de protesto que tomaram as ruas. São Paulo: Boitempo Editorial, 2012.88 p.

POULANTZAS, Nicos. O Estado, o poder, o socialismo. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1980. 308 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/2178-5694.2018.1.29849

e-ISSN: 2178-5694

 

Conversas & Controvérsias


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 Copyright: © 2006-2018 EDIPUCRS