Neoliberalismo, cidadania e saúde: a recente reorganização do sistema público de saúde no Brasil

Nadia Lucia Fuhrmann

Resumo



O artigo aborda o processo de reorganização do Sistema de Saúde brasileiro, iniciado na década de 1990. A problemática se desdobra a partir do fato ambíguo de o Estado brasileiro ter que garantir por lei cobertura universal de atendimento médico à população, em todos os níveis de assistência, porém, dentro de um contexto neoliberal de contenção de gastos públicos. O texto destaca a municipalização da saúde, a substituição do modelo assistencial curativo pelo preventivo e a participação popular como princípios norteadores do redimensionamento da saúde pública no Brasil. Palavras-chave: Neoliberalismo; saúde pública; cidadania

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2004.1.49

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2020 Edipucrs