Homologias entre a organização do espaço, relação entre colegas, com a clientela e com a lei em uma Delegacia de Mulheres

Miriam Steffen Vieira

Resumo


Este paper está referenciado numa etnografia da Delegacia da Mulher de Porto Alegre (2004-2006) e tem por objetivo analisar as concepções de agentes policiais sobre o trabalho que realizam. Primeiramente, apresenta as noções que embasam o projeto político que originou as delegacias de mulheres e as nuanças a partir das práticas de atendimento policial. Posteriormente, correlaciona diversos aspectos que integram este universo – organização do espaço, proximidade com a clientela e sua demanda, prestígio das funções e concepções de direito – para desenvolver o argumento da existência de uma hierarquia interna transposta na organização do espaço e também no processo de construção de categorias jurídicas no campo dos direitos das mulheres. Palavras-chave: Antropologia do direito; Práticas de justiça; Violência contra as mulheres

Palavras-chave


Antropologia do direito; Práticas de justiça; Violência contra as mulheres

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2008.3.4871

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2020 Edipucrs