Encruzilhadas da participação popular na modernização das políticas públicas: Uma análise do CONSEP em Brumadinho (MG)

Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro, Armindo dos Santos de Sousa Teodósio

Resumo


A proposta deste trabalho é analisar os Conselhos Comunitários de Segurança Pública (CONSEPs) como esferas de aproximação entre polícia e comunidade e, por conseguinte, reorganização de estruturas tradicionalmente hierárquicas pela via da inserção da participação popular na gestão de políticas públicas. O tema da participação popular na gestão de políticas públicas emergiu como foco de análise das ciências sociais brasileira especialmente após a conformação de conselhos municipais, que procuram aproximar dos cidadãos dos gestores de políticas públicas. No caso específico da segurança pública, a motivação para o engajamento dos cidadãos nas políticas públicas adquire conotação mais incisiva frente ao crescimento dos níveis de criminalidade no país. O presente trabalho tomou como estudo de caso o Conselho Municipal de Segurança Pública de Brumadinho, município da Região Metropolitana de Belo Horizonte, uma vez que nesta realidade se encontram presentes elementos relevantes para a compreensão da complexa interação entre os atores sociais e agentes públicos nos canais de participação popular e seus rebatimentos na construção de políticas públicas, abrindo, desta forma, a possibilidade de se discutir, simultaneamente, os meandros da participação popular e o rearranjo das estruturas públicas tradicionalmente responsáveis pela gestão das políticas de segurança.

Palavras-chave


Políticas Públicas de Segurança, Participação Popular, Conselhos de Segurança Pública

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2011.1.3824

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2020 Edipucrs