Neoinstitucionalismo como modelo de análise para as políticas públicas: algumas observações

Carlos Vasconcelos Rocha

Resumo


O trabalho tem como objetivo desenvolver os pressupostos básicos da perspectiva neoinstitucionalista para a análise de políticas públicas. Inicia-se buscando situar o neoinstitucionalismo no debate mais amplo, especificamente abordando o esforço de sua consolidação como contraposição aos modelos pluralista e marxista. Buscando registrar o desenvolvimento de suas proposições iniciais, no sentido da superação de problemas contidos em suas proposições iniciais, o trabalho ressalta dois aspectos relevantes relacionados com modelo discutido: examina o papel das idéias na formulação de políticas públicas e a questão da mudança institucional. Como conclusão, busca apontar alguns pontos fortes e algumas fragilidades do modelo enfocado, defendendo, entre outras coisas, que o neoinstitucionalismo fornece elementos valiosos para estudos empíricos, não dando conta, contudo, de desenvolver teorias de maior alcance sobre a relação entre poder e políticas públicas. Palavras-chave: Poder; Políticas públicas; Neoinstitucionalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2005.1.32

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2020 Edipucrs