Repensando a redistribuição: Nancy Fraser e a Economia Política

Enrico Paternostro Bueno da Silva

Resumo


Partindo da polêmica entre Axel Honneth e Nancy Fraser sobre a teoria do reconhecimento, o artigo tem como objeto a abordagem da autora estadunidense para a Economia Política. Após discutir o tratamento conferido ao tema em seus artigos que compõem a coletânea Redistribution or recognition, bem como as objeções a ele levantadas, busca-se investigar em que medida as revisões ulteriores propostas por Fraser foram suficientes e satisfatórias para superar as principais limitações e questões não-respondidas de seu modelo.


Palavras-chave


Redistribuição; Economia Política; Justiça social.

Texto completo:

PDF

Referências


ALCOFF, Linda M. Fraser on redistribution, recognition and identity. European Journal of Political Theory, v. 6, n. 3, p. 255-265, 2007.

ALLEN, Amy. The end of progress. New York: Columbia University Press, 2016.

BENHABIB, Seyla. The claims of culture. New Jersey: Princeton University Press, 2002.

BUTLER, Judith. Merely Cultural. New Left Review, n. 227, p. 33-44, 1998.

FRASER, Nancy. Recognition or redistribution? Journal of Political Philosophy, v. 3, n. 2, p. 166-180, 1995

<10.1111/j.1467-9760.1995.tb00033.x>.

FRASER, Nancy. Justice interruptus. New York: Routledge, 1997.

FRASER, Nancy. Rethinking recognition. New Left Review, n. 3, p. 107-120, 2000.

FRASER, Nancy. Da redistribuição ao reconhecimento? In: Jessé Souza (org.). Democracia hoje. Brasília: UnB, 2001.

FRASER, Nancy. Social justice in the age of identity politics. In: Axel Honneth; Nancy Fraser. Redistribution or recognition? London: Verso, 2003a.

FRASER, Nancy. Distorted beyond all recognition. In: Axel Honneth; Nancy Fraser. Redistribution or recognition? London: Verso, 2003b.

FRASER, Nancy. Reconhecimento sem ética? Lua Nova, São Paulo, n. 70, 101-138, 2007a.

FRASER, Nancy. Mapeando a imaginação feminista. Revista Estudos Feministas, n. 15, p. 291-308, 2007b.

FRASER, Nancy. Scales of justice. New York: Columbia University Press, 2009a.

FRASER, Nancy. O feminismo, o capitalismo e a astúcia da história. Mediações, v. 14, n. 2, p. 11-33, 2009b.

FRASER, Nancy. Injustice at intersecting scales: on social exclusion and

the global poor. European Journal of Social Theory, n. 13, p. 363-371, 2010 <10.1177/1368431010371758>.

FRASER, Nancy. Mercantilização, proteção social e emancipação. Revista Direito GV, n. 7, p. 617-634, 2011.

FRASER, Nancy. Por trás do laboratório secreto de Marx. Direito & Práxis, v. 6, n. 10, p. 704-728, 2015 <10.12957/dep.2015.15431>.

FORST, Rainer. First things first. In: Kevin Olson; Nancy Fraser. Adding insult to injury: Nancy Fraser debates her critics. London: Verso, 2008. p. 310-326.

HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento. São Paulo: Editora 34, 2003a.

HONNETH, Axel; FRASER, Nancy. Redistribution or recognition? London: Verso, 2003b.

HONNETH, Axel; ANDERSON, Joel. Autonomia, vulnerabilidade, reconhecimento e justiça. Cadernos de Filosofia Alemã, n. 17, p. 81-112, 2011.

MATTOS, Patrícia. A Sociologia política do reconhecimento. São Paulo, Annablume, 2006.

MARX, Karl. Grundrisse. São Paulo: Boitempo, 2011.

MENDONÇA, Ricardo Fabrino. Reconhecimento em debate. Revista de Sociologia Política, n. 29, p. 169-185, 2007.

OLSON, Kevin. Participatory parity and democratic justice. In: Kevin Olson; Nancy Fraser. Adding insult to injury: Nancy Fraser debates her critics. London: Verso, 2008. p. 246-272.

OLSON, Kevin; FRASER, Nancy (orgs.). Adding insult to injury: Nancy Fraser debates her critics. London: Verso, 2008.

PINTO, Céli Regina Jardim. Nota sobre a controvérsia Fraser-Honneth informada pelo cenário brasileiro. Lua Nova, n. 74, p. 35-58, 2008.

POLANYI, Karl. The great transformation: the political and economic origins of our time. 2. ed. Boston: Beacon Press, 2001.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder e classificação social. In: Boaventura de Souza Santos; Maria Paula Meneses (orgs.). Epistemologias do sul. São Paulo: Cortez, 2010. p. 84-130.

SILVA, Josué Pereira. Trabalho, cidadania e reconhecimento. São Paulo: Annablume, 2008.

SOUZA, Jessé. Uma teoria crítica do reconhecimento. Lua Nova, n. 50, p. 133-158, 2000. <10.1590/S0102-64452000000200008>.

SOUZA, Luiz Gustavo da Cunha de. Reconhecimento como teoria crítica? Campinas, Universidade Estadual de Campinas, 2009. Dissertação de mestrado em Sociologia.

SOUZA, Luiz Gustavo da Cunha de. Reconhecimento, redistribuição e as limitações da teoria crítica contemporânea. Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2013. Tese de doutorado em Sociologia.

TAYLOR, Charles. Argumentos filosóficos. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

WEBER, Max. Ensaios de sociologia. 5. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

YOUNG, Iris M. Unruly categories. New Left Review, n. 222, p. 147-160, 1997.

ZURN, Christopher. Arguing over participatory parity. In: Kevin Olson; Nancy Fraser (orgs.). Adding insult to injury: Nancy Fraser debates her critics. London: Verso, 2008. p. 176-189.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2018.3.29834

Direitos autorais 2018 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2019 Edipucrs