Valores e desigualdade de gênero: mediações entre participação política e representação democrática

Clara Araújo

Resumo


O artigo tem por objetivo refletir acerca da relação entre valores sobre política, desigualdades de gênero em espaços sociais e presença de mulheres na representação política. Foca na cultura política, nos valores e nas implicações para o envolvimento político. A primeira parte apresenta as premissas conceituais e teóricas que embasam a investigação. A segunda apresenta dados de surveys e informações empíricas para discutir essas mediações. O intuito é analisar essa relação no sentido valores-participação-representação. Explora-se o argumento de que valores de descrença e desconfiança na política têm impactos sobre a propensão à participação das mulheres em espaços associativos e na política em si e, consequentemente, sobre o gap de gênero na representação. Os resultados sugerem tendências contraditórias no Brasil. Valores abstratos sobre democracia se ampliam, inclusive entre as mulheres, mas a confiança nas instituições e dados sobre participação sugerem possíveis impactos sobre a participação e o ingresso na Representação.


Palavras-chave


Desigualdades de gênero e política. Feminismo e política. Valores de gênero e política. Desigualdade de gênero e participação política.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Carla; LÜCHMANN, Lígia; RIBEIRO, Ednaldo. Associativismo e

representação política feminina no Brasil. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 8, p. 237-263, 2012 <10.1590/S0103-33522012000200009>.

ALMOND, Gabriel A.; VERBA, Sidney. The civic culture: political attitudes and democracy in five nations. Princeton: Princeton University Press, 1989 [1963]. Álvares , Maria Luzia Miranda. Mulheres na competição eleitoral: seleção de candidaturas e o padrão de carreira política no Brasil. Rio de Janeiro: Iuperj, 2004. (Tese de doutorado).

ARAÚJO, Clara. Rotas de Ingresso, trajetórias e o acesso das mulheres ao legislativo: um estudo comparado entre Brasil e Argentina. Revista Estudos Feministas, v. 18, n. 2, p. 567-584, 2010 <10.1590/S0104-026X2010000200016>.

ARAÚJO, Clara; ALVES, José Eustáquio Diniz. Impactos de indicadores sociais e do sistema eleitoral sobre as chances das mulheres nas eleições e suas interações com as cotas. Dados, v. 50, n. 3, p. 535-577, 2007 <10.1590/S0011-52582007000300004>.

ARAÚJO, Clara; ALVES, José Eustáquio Diniz. Participation of women in the elections of 2002, 2006 and 2010: the quota policy and the Brazilian electoral system. In: Adriana Piatti-Crocker (org.). Diffusion of gender quotas in Latin America and beyond: advances and setbacks in the last two decades. New York: Peter Lang, 2011.

ARAÚJO, Clara; BORGES, Doriam. O gênero, os elegíveis e os não-elegíveis: uma análise das candidaturas para a Câmara Federal em 2010. In: José Eustáquio Diniz Alves; Céli Regina Jardim Pinto; Fátima Jordão (orgs.). Mulheres nas eleições 2010. Rio de Janeiro: ABCPSPM, 2012. Araújo, Clara; García Quesada, Isabel. Latin America: the experience and the impact of quotas in Latin America. In: Drude Dahlerup (ed.). Women, quotas, and politics. New York: Routledge, 2006. Archenti , Nélida; Tula , María Inés. Mujeres y política en América Latina: sistemas electorales y cuotas de gênero. Buenos Aires: Heliasta, 2008.

ARRETCHE, Marta. Políticas sociais no Brasil: descentralização em um estado federativo. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 14, n. 40, p. 111-141, 1999. <10.1590/S0102-69091999000200009>.

Bolognesi, Bruno. A cota eleitoral de gênero: política pública ou engenharia eleitoral? Revista Paraná Eleitoral, v. 1, n. 2, p. 113-129, 2012 <10.5380/pr%20 eleitoral.v1i2.42736>.

BORBA, Julian. Cultura política, ideologia e comportamento eleitoral: alguns apontamentos teóricos sobre o caso brasileiro. Opinião pública, v. 11, n. 1, p. 147-168, 2005 <10.1590/S0104-62762005000100006>.

BORBA, Julian. Participação política: uma revisão dos modelos de classificação. Revista Sociedade e Estado, v. 27, n. 2, p. 263-288, 2012 <10.1590/S0102-69922012000200004>.

BORBA, Julian; RIBEIRO, Ednaldo A. Participação convencional e não convencional na América Latina. Revista Latino-Americana de Opinión Pública, v. 1, p. 53-76, 2010.

BOURDIEU, Pierre. O campo político. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 5, p. 193-216, 2011 <10.1590/S0103-33522011000100008>.

BRADY, H. E. Political participation. In: J. P. Robinson (org.). Measures of political attitudes. San Diego, CA: Academic Press, 1999. p. 737-801.

Chapman, Jennifer. Politics and reformation of gender. London: Routledge, 1993. Dahlerup, Drude. Women, politics, and quotas. New York: Routledge, 2006.

DULMER, Hermann; INGLEHART, Ronald; WELZEL. Christian. Testing the theory of modernization: measurement and explanatory aspects. World value survey, v. 8, n. 2, p. 68-100, 2015 (fev. 2016). Franceschet, Susan; Krook , Mona; Piscopo, Jennifer (orgs.). The impact of gender quotas. Oxford: Oxford University Press, 2012.

FOX, Richard L.; LAWLESS, Jennifer L. Entrando na arena? Gênero e a decisão de concorrer a um cargo eletivo. Revista Brasileira de Ciência

Política, n. 8, p. 129-163, 2012 <10.1590/S0103-33522012000200006>.

GAXIE, Daniel. As lógicas do recrutamento político. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 8, p. 165-208, 2012 <10.1590/S0103-33522012000200007>.

GOHN, Maria da Glória. Conselhos gestores e participação sociopolítica. São Paulo: Cortez, 2003.

HINTON, Nicole; MOSELEY, Mason; SMITH, Amy Erica. La igualdad en la

participación política en las Américas. In: M. Seligson; A. E. Smith; E. Zechmeister (orgs.). La cultura política de las Américas, 2012: hacia la igualdad de oportunidades. Nashville: Vanderbilt University, Lapop, 2012.

LENA JÚNIOR, Hélio de. Uma reflexão acerca do conceito de cultura política. Confluências, v. 12, n. 1, p. 155-176, 2012.

KROOK, Mona Lena; MACKAY, Fiona (orgs.). Gender, politics, and institutions: toward a feminist institutionalism. New York: Palgrave, 2011.

KROOK, Mona L; NORRIS, Pippa. Beyond quotas: strategies to promote gender equality in elected office. Political Studies, v. 62, n. 1, p. 2-20, 2014 <10.1111/1467-9248.12116>.

KUSCHNIR, Karina; CARNEIRO, Leandro Piquet. As dimensões subjetivas da política: cultura política e antropologia da política. Revista Estudos Históricos, v. 13, n. 24, p. 227-250, 1999.

MIGUEL, Luis Felipe; MARQUES, Danusa; MACHADO, Carlos. Capital familiar e carreiras políticas no Brasil: gênero, partido e região nas trajetórias para a Câmara dos deputados. Dados, v. 58, n. 3, p. 721-747, 2015 <10.1590/00115258201557>.

MOISÉS, José Álvaro. Os brasileiros e a democracia. São Paulo: Ática, 1995.

NICOLAU, Jairo. O sistema eleitoral de lista aberta no Brasil. Dados, v. 49, n. 4, p. 689-720, 2006 <10.1590/S0011-52582006000400002>.

NORRIS, Pippa. Conclusion. In: Pippa Norris; Joni Lovenduski (orgs.). Gender and party politics. Londres: Sage, 1993.

NORRIS, Pippa. Political activism: new challenges, new opportunities. In: Carles Boix; Susan C. Stokes (orgs.). The Oxford handbook of comparative politics. Oxford: Oxford University Press, p. 628-652. 2007. (1º fev. 2016). Piatti -Crocker , Adriana. Jumping on the bandwagon: explaining innovation and diffusion of gender quotas in Latin America. In: Adriana Piatti-Crocker (org.). Diffusion of gender quotas in Latin America and beyond: advances and setbacks in the

last two decades. New York: Peter Lang, 2011.

PICHIER, Walter Arno. Tendências da sindicalização no Brasil: 1922-2000. Indicadores Econômicos FEE, v. 38, n. 3, p. 37-46, 2011.

POGREBINSCHI, Thamy; SANTOS, Fabiano. Participação como representação: o impacto das conferências nacionais de políticas públicas no Congresso Nacional. Dados, v. 54, n. 3, p. 259-305, 2011 <10.1590/S0011-52582011000300002>.

RELATORIO latinobarômetro. 2015 (20 jun. 2016).

SACCHET, Teresa. Capital social, gênero e representação política no Brasil. Opinião Pública, v. 15, n. 2, p. 306-332, 2009 <10.1590/S0104-62762009000200002>.

SANTO, Paula do Espírito. Portuguese civic culture: voter’s attitudes and participation on politics. E-working paper, n. 3, Lisboa: Iscte, 2010 (27 out. 2015).

C. Araújo – Valores e desigualdade de gênero e 61

Santos , Fabiano; PAULA, Carolina de; SEABRA, Joana. Cotas e movimentos sociais nas estratégias partidárias de inserção das mulheres na vida parlamentar: os casos do Rio de Janeiro e Ceará nas eleições 2010 para a Câmara dos Deputados. In: J.E. D. Alves; C. Pinto e F. Jordão (orgs.). Mulheres nas eleições 2010. Rio de Janeiro:

ABCPSPM, 2012.

SHIMIDT, Gregory. Gender quotas in Peru: origins, interactions with electoral rules, and re-election. In: Adriana Piatti-Crocker (org.). Diffusion of gender quotas in Latin America and beyond: advances and setbacks in the last two decades. New York: Peter Lang, 2011.

SCHWINDTER-BAYER, Leslie. Political power and womens representation in Latin America. New York: Oxford University Press, 2010.

URBINATI, Nadia. O que torna a representação democrática? Lua Nova, n. 67, p. 191-228, 2006 <10.1590/S0102-64452006000200007>.

VERBA, S.; SCHLOZMAN, K. L.; BRADY, H. E. Voice and equality: civic

voluntarism in American politics. Cambridge, Mass.: Harvard University Press, 1995.

WVS. [Vários anos]. (20 jun. 16).




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2016.2.23143

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2019 Edipucrs