Políticas de reconhecimento: uma novidade das políticas sociais do PT?

Paulo J. Krischke

Resumo



O presente trabalho levanta a hipótese de que as ações de governo do PT estão inovando significativamente na necessária convergência (cf. Fraser, 1999; Honneth, 2003) entre as tradicionais políticas de redistribuição sócio-econômica, e uma nova diretriz de reconhecimento das diferenças sócio-políticas e culturais. O argumento retoma a trajetória sindical do PT e os efeitos das políticas participativas, nas mudanças da cultura política em várias partes do país. Entre esses efeitos, o crescente apoio à democracia parece relacionar-se ao reconhecimento do direito à diferença e ao pluralismo – principalmente entre a juventude e naqueles locais onde o PT tem governado na última década. Palavras-chave: Políticas sociais; Redistribuição socioeconômica; Políticas de reconhecimento; Partido dos Trabalhadores (PT).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2004.2.17

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2019 Edipucrs