La religiosidad popular como “entre-medio” entre la religión institucional y la espiritualidad individualizada

Renée de la Torre

Resumo


Neste artigo se argumenta a relevância do estudo da religiosidade popular para entender as novas formas da religiosidade contemporânea no contexto latinoamericano. Diferente das posturas teóricas dos sociólogos da religião europeia, que assinalam a pertinência do indivíduo como unidade analítica para entender as transformações religiosas próprias da pós-modernidade, este artigo argumenta que a religiosidade popular – entendida como “entre-meio” entre o tradicional e o emergente, entre o local e o transnacional, entre o social e o individual e entre a sacralidade profana e a profanação da religiosidade tradicional – permite entender os fenômenos em que a religiosidade se pratica nas margens da instituição (próprias das expressões new age e neoesotéricas), mas sem desatender os processos em que se legitimam as novas formas desinstitucionalizadas da religiosidade, buscando âncoras e linhagens que geram a continuidade do peso da tradição da religiosidade popular. This article presents some reflections on the ethnographic practice in contemporary Morocco. Based on my own fieldwork experiences, the paper analyzes some informant’s viewpoints about the task of anthropologists and other “observers” of their culture. Furthermore, I examine the discourse of local intellectuals about “Western” anthropological approaches to the study of Islam in Morocco. The text explores some of the assumptions, tensions and ambiguities behind the interplay between observers and observed.

Palavras-chave


Latin America; popular religion; new age; neo-esoteric

Texto completo:

PDF(IN SPANISH) (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2012.3.13013

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2020 Edipucrs