WhatsApp as a tool to oral practice and writing learning in English language

Cíntia Pereira dos Santos, Luciana Idalgo da Silva, Alessandra Dutra

Abstract


The new technologies are applied in the education context through an amount of resources and interaction tools by students and teachers. In this way, this study aims at analyzing the oral and written production of students from a Simple Present activity in the WhatsApp; as well as, evaluating the pronunciation in English Language of these students. As methodological procedures, the study used bibliographical, field, experimental and analytical research, being developed with graduating members of an English Language course offered in a University in North of Parana. As results, it was observed that the activity was acquired by a large part of the students, proving that the use of technologies in the classroom contributes to students’ foreign language learning. Based on this research, it is expected to offer a contribution to the foreign language area, as a way to motivate teachers to carry out classroom activities in which students could practice their orality using the new technologies.


Keywords


English language; new technologies; WhatsApp.

References


Almeida, Raquel Silvano, Bueno, Thaís Oliveira, Gimenez, Telma Nunes et al. 2013. O uso das tecnologias de informação e comunicação para aprendizagem colaborativa: percepções de alunos e professores do ensino médio de uma escola pública de Londrina. In Denise Ismênia Bossa Grassano Ortenzi, Kleber, Aparecido da Silva, Luciana Cabrini Simões Calvo et al. (Orgs.). Reflexões sobre ensino de línguas e formação de professores no Brasil: uma homenagem à professora Thelma Gimenez (p. 389-410). Campinas: Pontes.

Anjos-Santos, Lucas Moreira, Gamero, Raquel, & Gimenez, Telma Nunes et al. 2013. Teaching and learning English in digital times: suggested workshop materials. Londrina: Kan Editora.

Aragão, Rodrigo Camargo & Dias, Iky Anne. 2016. Facebook e emoções de estudantes no uso do inglês. In Júlio Araújo & Vilson Leffa (Org.). Redes sociais e ensino de línguas: O que temos de aprender? São Paulo: Parábola Editoria.

Araújo, Júlio & Leffa, Vilson. 2016. Redes sociais e ensino de línguas: o que temos de aprender? São Paulo: Parábola Editorial.

Behrens, Amarilda Aparecida, Masseto, Marcos T., & Moran, José Manuel. 2013. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus.

Costa, Dilermando & Lopes, Jurema Rosa. 2015. A perspectiva docente quanto ao uso do WhatsApp como ferramenta adicional ao ensino de inglês: um experimento em um curso livre de idiomas.

Cristófaro-Silva, Thaïs. 2012. Pronúncia do inglês: para falantes do português brasileiro. São Paulo: Contexto.

Fetter, Shirlei Alexandra, Grings, Jacques Andre, & Kaieski, Naira. 2015. Um estudo sobre as possibilidades pedagógicas de utilização do WhatsApp. In Novas Tecnologias na Educação, p. 102-116.

Fontanella, Bruno José Barcellos & Magdaleno Júnior, Ronis. 2012. Saturação teórica em pesquisas qualitativas: contribuições psicanalíticas. In Psicol. estud. [online]. 17(1), p. 63-71.

Gil, Antonio Carlos. 2002. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Godoy, Sonia M. Baccari de, Gontow, Cris, & Marcelino, Marcello. 2006. English Pronunciation for Brazilians: The sounds of American English. São Paulo: Disal.

Haguenauer, Cristina Jasbinschek & Rabello, Cíntia Regina Lacerda. 2011. Sites de Redes Sociais e Aprendizagem: potencialidades e limitações. In EducaOnline.

Idalgo, Luciana. 2016. O uso do facebook no contexto escolar: os gêneros meme e fotopoema para a produção textual em língua inglesa. Dissertação de Mestrado. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina.

Kaieski, Naira, Grings, Jacques Andre, & Fetter, Shirlei Alexandra. 2015. Um estudo sobre as possibilidades pedagógicas de utilização do WhatsApp. In RENOTE – Revista Novas Tecnologias na Educação.

Kinast, Priscilla. 2017. 50 dicas de mentiras para ‘9 verdades e 1 mentira’ do Facebook. Disponível em:

https://optclean.com.br/9-verdades-e-1-mentira-facebook/.

Leandro, Diego & Weissheimer, Janaina. 2016. Facebook e aprendizagem híbrida de inglês na universidade. In Júlio Araújo & Vilson Leffa (Orgs.). Redes sociais e ensino de línguas: O que temos de aprender? São Paulo: Parábola Editorial.

Leffa, Vilson. 2016. Redes sociais: ensinando línguas como antigamente. In Júlio Araújo & Vilson Leffa (Orgs.). Redes sociais e ensino de línguas: o que temos de aprender? (p. 137-151). São Paulo: Parábola Editorial.

Paiva, Vera Lucia Menezes de Oliveira. 2016. Facebook: um estado atrator na internet. In Júlio Araújo & Vilson Leffa (Orgs.). Redes sociais e ensino de línguas: o que temos de aprender? São Paulo: Parábola Editorial, p. 65-80.

Paiva, Vera Lucia Menezes de Oliveira. 2009. O ensino de língua estrangeira e a questão da autonomia. In Diógenes Cândido de Lima (Org.). Ensino Aprendizagem de língua inglesa: conversas com especialistas (p. 33). São Paulo: Parábola Editorial.

Silva, Suelene Vaz. 2004. Crenças relacionadas à correção de erros: um estudo realizado com dois professores de escola pública e seus alunos. 179 f. Dissertação de Mestrado em Letras e Linguística. Universidade Federal de Goiás, Goiânia.

Souza, Carlos Fabiano de. 2015. Aprendizagem sem distância: tecnologia digital móvel no ensino de língua inglesa. In Texto Livre: Linguagem e Tecnologia.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/2178-3640.2018.2.31140

License URL: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR

e-ISSN: 2178-3640

  This journal is a member of, and subscribes to the principles of, the Committee on Publication Ethics (COPE) http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons

Except where otherwise noted, content of this journal is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.

Editorial Policies of Brazilian Scientific Journals.* Deposit availability: Blue .

 

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS