Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista ReBiblica?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

1   Princípios gerais:   

 

1.1   A Revista Brasileira de Interpretação Bíblica – ReBiblica – publica unicamente artigos científicos originais e inéditos de professores doutores pesquisadores no campo da Bíblia, vinculados ou não a programas de pós-graduação, nacionais e internacionais.

   1.2   Artigos de doutorandos serão aceitos unicamente quando escritos em parceria com um professor doutor e por este submetidos a ReBiblica.

   1.3   ReBiblica publica artigos e resenhas nas seguintes línguas: português, espanhol, italiano, francês, inglês e alemão.

 

2   Formatação da mancha do texto

   2.1   Os textos sejam submetidos em formato MSWord (doc ou docx), em tamanho A4 (21 x 29,7 cm), orientação “retrato”, com as seguintes margens: superior e inferior, 2,5 cm; direita e esquerda, 3 cm. Esta formatação tem a finalidade de aproximar-se o mais possível da diagramação final, de modo a diminuir a possibilidade de problemas com as línguas bíblicas, principalmente o hebraico.

   2.2   Os artigos tenham o mínimo de 15 e o máximo de 25 laudas (entre 40.000 e 60.000 caracteres com espaços). Resenhas e recensões não poderão ultrapassar 3 laudas (até 9.000 caracteres com espaços). Resumos de teses tenham, no máximo, 1 lauda (até 3.000 caracteres com espaços).

   2.3   Todos os textos sejam postados já corrigidos. Textos que necessitem de correções de língua serão devolvidos aos autores para as adequações necessárias.

 

3   Tabelas, gráficos e imagens

   3.1   Tabelas, gráficos, fotografias e desenhos sejam inseridos no seu devido lugar no texto. Tais elementos não podem ocupar mais de 25% do total do artigo. Caso estejam numerados, usem-se algarismos arábicos. Na submissão, tudo seja enviado em um único arquivo.

   3.2   Imagens (fotografias e desenhos) serão aceitas somente com a comprovação da cessão de direitos autorais. Se for uma imagem publicada na Internet, o autor do artigo providencie a declaração de permissão para uso do material. Isso é declarado através do Creative Commons: https://creativecommons.org/choose. Se o tipo de licença permitir cópia e uso, basta citar a fonte. Caso o autor não tiver essa licença, ele/a deverá pedir permissão por escrito à fonte original, para que possamos reproduzir a imagem sem incorrer em problemas de direitos autorais.

 

4   Fontes de caracteres

   4.1   Textos com caracteres latinos (português, inglês etc.) sejam escritos com fonte Times New Roman, tamanho 12 e espaço interlinear 1,5.

   4.2   Textos em grego e hebraico devem utilizar unicamente as fontes BibleWorks (disponíveis em http://www.bibleworks.com/download.html, nas versões PC e Mac). Não serão aceitos textos em que o grego e o hebraico estejam com outras fontes, que tenham sido escritos com as fontes conjunto de símbolos do MSWord (Ctrl+T) ou que tenham sido importados diretamente de programas (como BibleWorks, Accordance e outros) ou de sites da internet e não convertidos para as fontes do BibleWorks (Bwrkl.ttf e Bwhebb.ttf). A razão é simples: o programa usado na diagramação é incompatível com os caracteres gregos e hebraicos dos símbolos (Ctrl+T) do MSWord e fontes gregas e hebraicas no padrão Times (SBL Greek, SBL Hebrew e outras). Caso sejam usadas estas fontes, o texto perderá toda a formatação. Por isso, textos nestas condições serão devolvidos a seus autores para que os adequem a esta norma.

   4.3   Palavras e frases em hebraico estejam sempre dois pontos maiores que os caracteres latinos. Exemplo: texto em português, fonte tamanho 12, palavras ou frases em hebraico, tamanho 14. Com isso, evita-se que o texto hebraico esteja em tamanho desproporcional ao texto latino (muito grande ou muito pequeno).

   4.4   Palavras e frases em grego estejam no mesmo tamanho dos caracteres latinos.

 

5   Transliterações

   Para a transliteração de textos, sigam-se os critérios adotados pelas seguintes gramáticas:

   5.1   Hebraico: LAMBDIN, Thomas O. Introdução ao hebraico bíblico. São Paulo: Paulus, 2003.

   5.2   Grego: SWETNAM, James. Gramática do grego do Novo Testamento - Volume 1: Lições. São Paulo: Paulus, 2002.

 

6   Citações ao longo do texto

   6.1   As indicações bibliográficas sejam feitas no sistema “autor-data-página” no corpo do texto (e não em notas de rodapé), conforme os exemplos a seguir.

   6.2   Trechos ou informações retiradas das publicações consultadas sigam os seguintes padrões:

      6.2.1   Citações livres, isto é, quando se reproduz a ideia do autor citado, sem transcrever literalmente suas palavras. Exemplo:

Por isso, na opinião de Silva (1998, p. 33) os cultos de fertilidade serviram como instrumento de controle social.

      6.2.2   Citações literais breves, de até três linhas: apareçam entre aspas, em tamanho normal, dentro do texto. Exemplo:

Como consequência desta política, “os cultos da fertilidade passaram a ser utilizados pelos donos do poder, reis e funcionários civis e religiosos, como modo de controlar os camponeses” (SILVA, 1998, p. 33).

      6.2.3   Citações literais longas, de quatro linhas ou mais, sejam destacadas do texto com a seguinte formatação: recuo em 4 cm, a mesma fonte do texto, mas em tamanho 10, espaço interlinear simples, justificada à direita na mesma margem do texto, sem aspas e com a referência da fonte citada. Exemplo:

Este mesmo autor afirma:
                                                                Com o advento da monarquia, os cultos da fertilidade passaram 
                                                                a ser utilizados pelos donos do poder, reis e funcionários civis e 
                                                                religiosos, como modo de controlar os camponeses. O Estado vi-
                                                                via do tributo imposto aos camponeses e o governo estimulava as 
                                                                práticas da fertilidade para que se produzisse mais e se arrecadas-
                                                                se mais. A disparidade social crescia,  na medida  em que mais e 
                                                                mais riquezas eram, assim, transferidas dos camponeses para as 
                                                                mãos da classe dominante. 
(SILVA, 1998, p. 33).

 

 

      6.3   Em caso de repetição de referência bibliográfica, tanto no texto como nas notas de rodapé, não sejam utilizadas expressões latinas tais como idemibidemopus citatum. Ao contrário, repita-se a referência completa, no sistema “autor-data-página”.

 

7   Notas de rodapé

   7.1   As notas de rodapé sejam poucas, breves e, preferencialmente, de teor explicativo. Evitem-se muitas e longas notas de rodapé, para não desviar o leitor do texto principal.

   7.2   Quando se citam outros autores nas notas de rodapé, siga-se também o sistema “autor-data-página”.

   7.3   No texto, a numeração que remete às notas de rodapé esteja antes da pontuação.

 

8   Referências bíblicas e outros textos-fonte

   8.1   Para referências bíblicas (abreviações e modo de citar capítulos e versículos), sigam-se os padrões da Bíblia de Jerusalém.

   8.2   As referências bíblicas estejam no corpo do texto, não em notas de rodapé, conforme o estilo próprio de textos de teologia e exegese.

   8.3   Referências complementares entre parênteses, sejam precedidas da abreviação cf. Exemplo: (cf. Mt 5,1-12; Lc 4,20-22).

   8.4   Não se usem s e ss após o número do versículo. Indiquem-se sempre o primeiro e o último versículos. Exemplo: Lc 4,20-22 (e não Lc 4,20ss).

   8.5   Títulos de outras fontes (apócrifos, literatura patrística, documentos do magistério católico e textos de fundadores) sejam grifados em itálico. Exemplos: Livro de Henoque, Dei Verbum. Quando abreviados: HenDV.

 

9   O nome divino e demais nomes próprios

   9.1   Para o nome divino, use-se o tetragrama, sempre grafado com maiúsculas: YHWH. Não se usem Javé, Iahweh, Jeová. Opcionalmente, pode-se usar a forma Senhor (com versalete).

   9.2   Para a grafia dos nomes próprios (de pessoas e de lugares), os autores são livres para optar entre a forma aportuguesada e a transliteração. Caso opte pela forma aportuguesada, siga a grafia da Bíblia de Jerusalém. Caso opte pela transliteração, siga as normas sobre transliteração, encontradas acima. Haja, no entanto, coerência no uso de uma outra grafia.

 

10   Artigos: normas específicas

   Além daquelas já apresentas anteriormente, sigam-se as seguintes normas:

   10.1   Tenham os artigos a seguinte organização: título (em português e em inglês), resumo e palavras-chave (em português e em inglês), introdução, desenvolvimento, conclusão e referências.

   10.2   O resumo seja claro e conciso, tenha 150 e 200 palavras e traga as seguintes informações: o tema do trabalho, os objetivos, a metodologia utilizada e a conclusão.

   10.3   As palavras-chave sejam em número máximo de 5 (cinco), separadas por ponto e vírgula. 

   10.4   Artigos em outras línguas (inglês, francês etc.), apresentem resumo e palavras-chave na língua original e em português.

   10.5   A introdução, a conclusão e as referências não sejam numeradas. A numeração de títulos e subtítulos seja sequencial, com algarismos arábicos, no seguinte padrão: 1, 2, 2.1, 2.2, 2.3, 3, 4...

 

11   Resenhas: normas específicas

   11.1   As resenhas de livros devem iniciar com a referência bibliográfica da obra resenhada, nos seguintes padrões: AUTOR. Título. Número da edição. (Tradutor, se relevante). Cidade: editora, ano da publicação. Número de páginas. Título original (se for uma tradução). Exemplo:

SCHNELLE, Udo. Introdução à Exegese do Novo Testamento. (Tradução: Werner Fuchs). São Paulo: Loyola, 2004. 190 p. Título original: Einführung in die neutestamentliche Exegese.

   11.2   Elementos de identificação do autor da resenha: filiação institucional, resumo da biografia e titulação máxima, e-mail, endereço para correspondência. 

   11.3   As resenhas também serão avaliadas conforme o sistema de duplo cego ou Double Blind Review.

 

12   Resumos de Teses: normas específicas

   12.1   Os resumos de teses devem ser submetidos no mesmo link dos artigos, bastando o autor identificar que se trata de resumo.

   12.2   Esses resumos devem trazer os seguintes elementos, nos seguintes parâmetros: AUTOR. Título. Subtítulo. Ano, número de páginas. Programa de Pós-Graduação. Instituição de ensino superior. Local. Exemplo:

SANTOS, Nilson Faria dos. Adoção filial e plenitude do tempo/plenitude dos tempos. Estudo exegético-teológico de Gl 4,1-7 e Ef 1,3-10. 2005, 307 p. 2 vols. Programa de Pós-Graduação em Teologia. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro.

   12.3   Em nota de rodapé, devem ser informados o nome do orientador, a data da defesa e, se houver, a classificação/nota do trabalho.

   12.4   A avaliação dessa seção é feita pela equipe editorial e a publicação do resumo está sujeita à anuência do professor orientador.

 

13   Referências

   13.1   Use-se o subtítulo “Referências”, e não “Bibliografia” nem “Referências bibliográficas”.

   13.2   Nas referências, sejam arrolados unicamente autores e obras citados ao longo do artigo.

   13.3   As referências devem ser dispostas em ordem alfabética pelo SOBRENOME do primeiro autor, no final do artigo, nos seguintes padrões:

      13.3.1   Livros: SOBRENOME, Nome completo. Título. Edição. Cidade: Editora, ano. Exemplo:

SILVA, Airton José da. A voz necessária. São Paulo: Paulus, 1998.

      13.3.2   Artigos ou capítulos em obras coletivas: SOBRENOME, Nome completo. Título. In: SOBRENOME, Nome completo (org.) Título: subtítulo. Edição. Cidade: Editora, ano, páginas. Exemplo:

KONINGS, Johan. Sagrada Escritura e Teologia. In: ABREU, Elza Helena de; ZACHARIAS, Ronaldo (orgs.). Sagrada Escritura e Teologia: por uma responsabilidade social e comunitária da fé cristã. São Paulo: Paulinas, 2011, p. 28-39.

      13.3.3   Artigos em periódicos impressos: SOBRENOME, Nome completo. Título. Periódico, Cidade, volume, número/fascículo, páginas, ano. Exemplo:

COMBLIN, José. O êxodo na teologia paulina. Estudos Bíblicos, Petrópolis, n. 16, p. 76-80, 1988.

      13.3.4   Artigos em periódicos eletrônicos, com o DOI: SOBRENOME, Nome completo. Título. Periódico, Cidade, volume, número/fascículo, páginas, ano. DOI. Exemplo:

KAEFER, José Ademar. O Êxodo como tradição de Israel Norte, sob a condução de El e Javé na forma de touro jovem. Horizonte, Belo Horizonte, abr.-jun.2015. DOI: 10.5752/P.2175-5841.2015v13n38p878.

      13.3.5   Artigos em periódicos eletrônicos, sem o DOI: SOBRENOME, Nome completo. Título. Periódico, Cidade, volume, número/fascículo, páginas, ano. Disponível em. Acesso em. Exemplo:

KAEFER, José Ademar. O Êxodo como tradição de Israel Norte, sob a condução de El e Javé na forma de touro jovem. Horizonte, Belo Horizonte, abr.-jun.2015. Disponível em http://periodicos.pucminas.br/index.php/horizonte/article/view/P.2175-5841.2015v13n38p878. Acesso em 15/06/2016.

      13.3.6   Documentos eletrônicos: SOBRENOME, Nome completo. Título. Site, Cidade, data. Disponível em. Acesso em. Exemplo:

SAUTER, Megan. Joseph and Esarhaddon of Assyria. Bible History Daily. Washington, 16/05/2016. Disponível em http://www.biblicalarchaeology.org/daily/ancient-cultures/ancient-near-eastern-world/joseph-and-esarhaddon-of-assyria. Acesso em 15/06/2016.

      13.3.7   Dissertações ou teses: SOBRENOME, Nome completo. Título: Subtítulo. Cidade, ano. Número de páginas. Dissertação/Tese em. Instituição de ensino. Exemplo:

SILVA, Cássio Murilo Dias da. Colui che manda la pioggia sulla faccia della terra. Roma, 2005. 313 p. Tese em Ciências Bíblicas. Pontifício Instituto Bíblico de Roma.

   13.4   Quando houver mais de uma obra de um mesmo autor, repita-se o sobrenome a cada referência, sem substitui-lo pelo sublinhado. As obras estejam em ordem cronológica, para facilitar sua localização. Exemplo:

SKA, Jean-Louis. Introdução à leitura do Pentateuco. São Paulo: Loyola, 2003.

SKA, Jean-Louis. A Palavra de Deus nas narrativas dos homens. São Paulo: Loyola, 2005.

e não

SKA, Jean-Louis. A Palavra de Deus nas narrativas dos homens. São Paulo: Loyola, 2005.

_____. Introdução à leitura do Pentateuco. São Paulo: Loyola, 2003.

 

14   Submissão e re-submissão

   14.1   Os textos sejam submetidos na página eletrônica da revista: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/ReBiblica. O proponente, após cadastrar-se como “autor”, siga os passos de submissão. Em caso de alguma dificuldade, enviar o trabalho pelo e-mail rebiblica@pucrs.br.

   14.2   Para artigos e resenhas, o nome do autor seja removido do texto e também das “Propriedades do documento” (opção do menu “Arquivo” do MS Word), para garantir a avaliação cega dos pareceristas ad hoc (sistema de duplo cego ou Double Blind Review).

   14.3   Para artigos e resenhas, as informações sobre autor (nome completo, última titulação, resumo da biografia, filiação institucional, cidade, estado, país, e-mail) sejam informados unicamente nos metadados, no processo de submissão.

   14.4   Os textos para os quais foram apontadas correções obrigatórias durante o processo de avaliação, sejam eles revistos pelos autores e devolvidos para nova avaliação em um prazo de 10 dias úteis. 

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  3. URLs para as referências foram informadas quando possível.
  4. O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  6. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
  7. Meu ORCID está indicado tanto em meu cadastro em ReBiblica como em minha pequena biografia na primeira página do artigo.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.