“Água parada”: o olhar da modernidade na ficção de Alcides Maya

Luciana Murari

Resumo


Este artigo busca analisar algumas relações entre a produção ficcional de Alcides Maya e sua atuação na imprensa, buscando na dramatização literária do cotidiano da Campanha gaúcha em decadência analogias com suas idéias políticas. Apesar de aparentemente discordantes, acreditamos que as duas dimensões de sua produção intelectual atendem a um mesmo programa modernizador.

Palavras-chave


Alcides Maya, Rio Grande do Sul, Modernização

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2008.2.4509



ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.