Escrita e cicatriz: da colonização à prisão

Ivete Lara Camargos Walty

Resumo


Este trabalho pretende fazer dialogar algumas imagens da série Cicatriz, de Rosângela Rennó, com a escrita de/sobre a prisão em diferentes momentos da história da literatura brasileira, à luz do conceito de colonização em seu sentido lato, em relação com os conceitos de biopolítica (Foucault) e necropolítica (Mbembe). Representando momentos ditatoriais diversos, analisamse, sob o enfoque da imagem da cicatriz/tatuagem associada à da escrita, cenas de Memórias do Cárcere, de Graciliano Ramos (1954), Cartas da prisão (1977), O canto na fogueira (1977) e Batismo de Sangue (2006), de Frei Betto1, além da trilogia de Luiz Alberto Mendes: Memórias de um sobrevivente (2001), Às cegas (2005) e Confissões de um homem livre (2015).


Palavras-chave


Cicatriz. Colonização. Escrita. Prisão. Necropolítica.

Texto completo:

PDF

Referências


BETTO, Frei. Cartas da prisão. 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.

BETTO, Frei. Batismo de Sangue: guerrilha e morte de Carlos Marighella. 14. ed. Rev. e ampl. Rio de Janeiro: Rocco, 2006.

BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

BRITO, Fernando de; LESBAUPIN, Ivo; CHRISTO, Carlos Alberto Libânio. O canto na fogueira. Cartas de três dominicanos quanto em cárcere político. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1978.

CLASTRES, Pierre. A sociedade contra o Estado. Pesquisas de antropologia política. 2. ed. Tradução: Theo Santiago. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1978.

CLASTRES, Pierre. Arqueologia da violência. Ensaio de antropologia política. Tradução: Carlos Eugênio Marcondes de Moura. São Paulo: Brasiliense, 1982.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Tradução: Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, M. História da sexualidade 1 – a vontade de saber. Tradução: Maria Thereza da Costa Albuquerque; J. A. Albuquerque. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FOUCAULT, M. Nascimento da biopolítica. Tradução: Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

GANDAVO, Pero de Magalhães. Tratado da Terra do Brasil. História da província de Santa Cruz. Belo Horizonte: Itatiaia, 1980.

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9141.v7i15p89-95

GIRARD, René. La violence et le sacré. Paris: Grasset, 1972.

GIRARD, René. Le bouc emissaire. Paris: Grasset, 1982.

GOODY, Jack. A lógica da escrita e a organização da sociedade. Tradução: Teresa L. Pérez. Lisboa: Edições 70, 1987.

KAFKA, Franz. O veredicto/Na Colônia penal. Tradução: Modesto Carone. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

LÉRY, Jean de. Viagem à terra do Brasil. Tradução: Sérgio Milliet. Belo Horizonte: Itatiaia, 1980.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. Tradução: Renata Santini. São Paulo: N-1 edições, 2018.

https://doi.org/10.12957/rmi.2018.39278

MENDES, Luiz Alberto. Memórias de um sobrevivente. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

MENDES, Luiz Alberto. Às cegas. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

MENDES, Luiz Alberto. Confissões de um homem livre. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

PELLEGRINI, Hélio. Psicanálise da criminalidade: ricos e pobres. Folha de S. Paulo, 1 de out. 1984, p. 7-8, (Folhetim).

RAMOS, Graciliano. Memórias do Cárcere. 23. ed. Rio de Janeiro: Record, 1987. 2 v.

RANCIÈRE, Jacques. Políticas da escrita. Tradução: Raquel Ramalhete et al. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995.

RENNÓ, Rosangela. Cicatriz. Fotografias de Museu penitenciário e textos do Arquivo universal. Discursos sediciosos – Crime, direito e sociedade, Rio de Janeiro, n. 4, p. 15-20, 1998.

RENNÓ, Rosângela. Cicatriz. Los Angeles: The Museum of Contemporary Art, 1996.

SANTIAGO, Silviano. Uma literatura nos trópicos. São Paulo: Perspectiva, 1978.

SANTOS, Marcelo dos. Vidas em arquivo: cicatriz e memória em Rosangela Rennó e Silviano Santiago. 2010. Tese (Doutorado em Literatura Comparada) – Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, 2010.

https://doi.org/10.1590/s0103-21862010000200013

SANTOS, Boaventura Souza. O fim do império cognitivo. Lisboa: Almedina, 2018.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. Novos escritos dos cárceres: uma análise de caso. Luiz Alberto Mendes, Memórias de um sobrevivente. Estudos de literatura brasileira contemporânea, Brasília, n. 27, p. 35-58, 2007.

SOUZA, Laura de Mello e. O diabo e a terra de Santa Cruz. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

THÉVET, Andre. As singularidades da França Antártica. Tradução: Eugênio Amado. Belo Horizonte: Itatiaia, 1978.

TODOROV, Tzetan. A conquista da América. A questão do outro. Tradução: Beatriz Perrone Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

WALTY, Ivete Lara Camargos. Cordeiro imolado: um estudo da violência nas Cartas da prisão, de Frei Betto. Ensaios de semiótica: Cadernos de linguística e teoria da literatura, Belo Horizonte, n. 6, p. 87-96, dez. 1981.

https://doi.org/10.17851/0101-3548.3.6.87-97

WALTY, Ivete Lara Camargos. Narrativa e imaginário social: uma leitura das Histórias de maloca antigamente, de Pichuvi Cinta-larga. 1991. Tese (Doutorado em Teoria Literária e Literatura Comparada) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, USP, São Paulo, 1991.

https://doi.org/10.1590/s0103-65641998000100003

WALTY, Ivete Lara Camargos. Religião e identidade em Iracema. Ensaios de semiótica: Cadernos de linguística e teoria da literatura, Belo Horizonte, n. 18-20, p. 209-225, 1988.

https://doi.org/10.17851/0101-3548.9.18-20.209-225

WEINSTEN, Arnold. Kafka’s Writing Machine: Metamorphosis in the Penal Colony. Studies in 20 th Century Literature, v. 7, n. 1, p. 21-33, 1982.

https://doi.org/10.4148/2334-4415.1112




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2019.2.32813

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios - www.publicationethics.org



AVALIAÇÃO QUALIS CAPES - 2016 
ÁREA CAPES - História
CLASSIFICAÇÃO - A2

INDEXADORES E PORTAIS

  • Web of Science - Master Journals List (Clarivate Analytics)
  • SSCI - Social Sciences Citation Index (Clarivate Analytics)
  • AHCI - Arts and Humanities Citation Index (Clarivate Analytics)
  • Scopus (Elsevier)
  • SJR - ScIMAGO Journal & Country Rank (Elsevier)
  • Historical Abstracts with Full Text (EBSCO)
  • Academic Search Premier (EBSCO)
  • Fonte Acadêmica (EBSCO)
  • Fuente Academica (EBSCO)
  • CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades
  • DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDALYC - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
  • Portal CAPES

FATOR DE IMPACTO NO SJR (SCImago Journal & Country Rank)

SCImago Journal & Country Rank

Licença Creative Commons OriginalityCheck®
Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. 
TurnITin
Todos os artigos são submetidos ao software Turnitin, antes de iniciar qualquer tipo de avaliação.
Diadorim  Open Access 
Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul. 
 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS