Formação e produção acadêmica: o papel das editoras universitárias

Luciano Aronne de Abreu

Resumo


As primeiras editoras universitárias no Brasil foram criadas apenas recentemente, nos anos de 1961 e 1962, respectivamente nas Universidades de Brasília (UnB) e de São Paulo (USP). Esse processo, entretanto, seria reativado apenas em 1971, com a criação da editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e se tornaria mais expressivo a partir de 1982, com a criação de outras 19 editoras universitárias em todas as regiões do Brasil, dentre as quais se inclui a da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, a EDIPUCRS (1988). O papel e o sentido acadêmico dessas editoras, entretanto, foi se modificando ao longo desses anos, de prestadoras de serviços a participantes ativas e integradas ao projeto institucional de formação, produção e divulgação científica das universidades a que pertencem. Analisar essas questões, portanto, se constitui justamente o objetivo desse estudo, tendo por base o caso da EDIPUCRS.


Palavras-chave


Editoras universitárias. EDIPUCRS. História das editoras universitárias.

Texto completo:

PDF

Referências


BUFREM, Leilah Santiago. Editoras Universitárias no Brasil. São Paulo: EDUSP: Com-Arte; Curitiba: UFPR, 2001.

https://doi.org/10.1590/1981-5344/2599

BUFREM, Leilah Santiago. Práticas Editoriais e o Ensino Superior no Brasil. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, n. 4, ago. 2008.

BUFREM, Leilah Santiago. Edição Universitária no Brasil. In: Edición Universitaria en América Latina: debates, retos, experiencias. Bogotá: Editorial Universidad del Rosario, 2011. p. 132-149.

BUFREM, Leilah Santiago; GARCIA, Tânia Maria Figueiredo Braga. A editora universitária diante dos desafios e tensões da institucionalização de suas práticas. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, set. 2013.

CARMONA, Hilda Elena Hernández. Piedra, Papel y... Bites – los desafíos de la edición universitaria. In: Edición Universitaria en América Latina: debates, retos, experiencias. Bogotá: Editorial Universidad del Rosario, 2011. p. 158-174.

https://doi.org/10.2307/j.ctv75dbc9.9

CASTRO, Maria das Graças Monteiro. O livro como indicador de produção e produtividade acadêmica: a política de publicação das Editoras Universitárias Brasileiras. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, set. 2013.

https://doi.org/10.18225/sispubisispub.17

EDITORA UNIVERSITÁRIA (Porto Alegre). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Política Editorial. 18.1 Porto Alegre: Edipucrs.

Disponível em: http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/assets/politica-editorial-18.1.0.pdf. Acesso em: 15 out. 2018.

https://doi.org/10.5783/rirp-9-2015-05-67-88

FAUSTINO, João; CLEMENTE, Elvo. História da PUCRS. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1999.

FERRAZ, Maria Cristina Comunian. O papel das Editoras Universitárias na formação do sujeito/autor. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, v. 10, 2014.

GIRALDO, Jorge Iván Franco. Dilemas Globales em la Formación de las Editoriales Universitarias. In: Edición Universitaria en América Latina: debates, retos, experiencias. Bogotá: Editorial Universidad del Rosario, 2011. p. 73-86.

GUEDES, Maria do Carmo; PEREIRA, Maria Eliza Mazzilli. Editoras Universitárias – uma contribuição à indústria ou à artesania cultural? São Paulo em Perspectiva, v. 14, n. 1, 2000.

https://doi.org/10.1590/s0102-88392000000100009

KLINKE, Karina. Publicações universitárias e a apropriação do conhecimento científico. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, v. 10, 2014.

Manual de Procedimentos Administrativos da EDIPUCRS, 2012.

MARQUES NETO, José Castilho. Leitura e Formação do Leitor. In: Edición Universitaria en América Latina: debates, retos, experiencias. Bogotá: Editorial Universidad del Rosario, 2011. p. 17-28.

PINTO, Manuel da Costa. Compromisso Acadêmico. Entrevista com Henryk Siewieski, Diretor da Editora UnB entre 2005 e 2011. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, set. 2011.

RESTREPO, Juan Felipe Córdoba. Ciencia para el Continente, Producción Científica en América Latina: circulación, visibilidad y conocimiento. In: Edición Universitaria en América Latina: debates, retos, experiencias. Bogotá: Editorial Universidad del Rosario, 2011. p. 38-51.

https://doi.org/10.2307/j.ctv75dbc9.9

RESTREPO, Juan Felipe Córdoba. Las Instituciones de Educación Superior – el editor universitario aportes para redefinir su papel. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, v. 10, 2014.

ROSA, Flávia et al. A Presença das Editoras Universitárias nos Acervos dos Repositórios Institucionais. Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 4, n. 2, p. 152-164, jul./dez. 2013. Edição especial.

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v4i2p152-164

RÖSING, Tania Maria Kuchenbecker. Livro Universitário e a apropriação social do conhecimento. Revista Verbo – Associação Brasileira de Editoras Universitárias, v. 10, 2014.

TRÉSPIDI, Miguel Ángel. El Caso Argentino – edición universitaria argentina. In: Edición Universitaria en América Latina: debates, retos, experiencias. Bogotá: Editorial Universidad del Rosario, 2011. p. 111-128.

https://doi.org/10.2307/j.ctv75dbc9.9

VENTURA, Magda Maria. O Estudo de Caso como modalidade de pesquisa. Revista SOCERJ, v. 20, n. 5, p. 383-386, set./out. 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2019.2.32339

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios - www.publicationethics.org



AVALIAÇÃO QUALIS CAPES - 2016 
ÁREA CAPES - História
CLASSIFICAÇÃO - A2

INDEXADORES E PORTAIS

  • Web of Science - Master Journals List (Clarivate Analytics)
  • SSCI - Social Sciences Citation Index (Clarivate Analytics)
  • AHCI - Arts and Humanities Citation Index (Clarivate Analytics)
  • Scopus (Elsevier)
  • SJR - ScIMAGO Journal & Country Rank (Elsevier)
  • Historical Abstracts with Full Text (EBSCO)
  • Academic Search Premier (EBSCO)
  • Fonte Acadêmica (EBSCO)
  • Fuente Academica (EBSCO)
  • CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades
  • DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDALYC - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
  • Portal CAPES

FATOR DE IMPACTO NO SJR (SCImago Journal & Country Rank)

SCImago Journal & Country Rank

Licença Creative Commons OriginalityCheck®
Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. 
TurnITin
Todos os artigos são submetidos ao software Turnitin, antes de iniciar qualquer tipo de avaliação.
Diadorim  Open Access 
Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul. 
 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS