Projeto Ético-Político do Serviço Social e a construção de um Projeto Educacional Classista

Joana Valente Santana, Benedito de Jesus Pinheiro Ferreira

Resumo


Este artigo, baseado em levantamento bibliográfico e documental, analisa a forma como a educação se insere no processo de luta de classes no contexto atual de degradação dos direitos sociais, resultante da efetivação de políticas neoliberais. Analisa as contradições entre distintos projetos de educação, ligadas
ao processo de privatização dos serviços educacionais e descaracterização de seu sentido público e social. Contrariamente a essa tendência, discute-se uma concepção de educação capaz de articular-se a um projeto de superação do capitalismo, como condição para a emancipação humana. Aponta a atualidade do projeto ético-político do Serviço Social na construção de um projeto classista de educação que, ancorado na tradição marxista, valorize a formação profissional, a produção do conhecimento, o exercício profissional em articulação às lutas sociais em geral e em defesa da educação pública, laica, gratuita e de qualidade, referenciada em um projeto anticapitalista de sociedade.


Palavras-chave


Educação classista. Projeto ético-político do serviço social. Formação profissional. Emancipação humana.

Texto completo:

PDF

Referências


ABEPSS/ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL. Diretrizes Gerais para o Curso de Serviço Social (Com base no Currículo Mínimo aprovado em Assembleia Geral Extraordinária de 8 de novembro de 1996). Rio de Janeiro, 1996.

ABREU, Marina Maciel. Serviço Social e a organização da cultura: perfis pedagógicos da prática profissional. São Paulo: Cortez, 2002.

AMARAL, NELSON C. Com a PEC 241/55 (EC 95) haverá prioridade para cumprir as metas do PNE (2014-2024)? Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 22 n. 71, p. 1-25, out./dez, 2017. https://doi.org/10.1590/s1413-24782017227145

BANCO MUNDIAL. Um Ajuste Justo: Análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil. Brasil – Revisão das despesas públicas, v. 1: Síntese. Brasília: The World Bank Group, 2017.

BONFIM, Paula. Conservadorismo moral e Serviço Social. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2015.

CFESS/CRESS. Subsídios para a Atuação de Assistentes Sociais na Política de Educação. Gestão Tempo de Luta e Resistência. (2011-2014). Série 3. Trabalho e Projeto profissional nas políticas sociais. Brasília (DF), [201?].

CÓDIGO DE ÉTICA DO/A ASSISTENTE SOCIAL. Lei 8.662/93 de regulamentação da profissão. 10. ed. rev. e atual. [Brasília]: Conselho Federal de Serviço Social, 2012.

COUTINHO, Carlos Nelson. Prefácio. In: NETTO, Leila E. O conservadorismo Clássico: elementos de caracterização e crítica. São Paulo: Cortez, 2011.

DUARTE, Newton. O debate contemporâneo das teorias pedagógicas. In: MARTINS, Ligia; DUARTE, Newton (orgs.). Formação de professores – Limites contemporâneos e alternativas necessárias. São Paulo: Cultura acadêmica – UNESP, 2010. p. 33-49.

DUARTE, Newton. A individualidade para si. 3. ed. rev. Campinas: Autores associados, 2013.

EAGLETON, Terrry. As ilusões do pós-modernismo. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

FORTI, Valéria; COELHO, Marilene. Contribuição à crítica do projeto ético-político do serviço social: considerações sobre fundamentos e cotidiano institucional. In: FORTI, Valéria; GUERRA, Yolanda (org.). Projeto Ético-Político do Serviço Social: contribuições à sua crítica. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2015. (Coletânea Nova de Serviço Social). p. 15-38.

G1. Desemprego sobe a 13,1% em março e atinge 13,7 milhões de pessoas. 27.04.2018. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/desemprego-fica-em-131-em-marco-e-atinge-137-milhoes-de-pessoas.ghtml. Acesso em: 05 maio 2018.

GONÇALVES, Reinaldo. Continuidade, antiliberalismo instrumental e ruptura: Lições da Argentina para o Brasil. Revista da Soc. Bras. Economia Política, Rio de Janeiro, n. 14, jun. p. 135-147, 2004.

GUERRA, Yolanda. Sobre a possibilidade histórica do projeto ético-político profissional: a apreciação crítica que se faz necessária. In: FORTI, Valéria; GUERRA Yolanda (org.). Projeto Ético-Político do Serviço Social: contribuições à sua crítica. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2010. (Coletânea Nova de Serviço Social).

HARVEY, David. O Enigma do Capital: e as crises do capitalismo. Tradução de João Alexandre Peschanski. São Paulo: Boitempo, 2011.

INESC/OXFAM/CESR. Brasil- Direitos humanos em tempos de austeridade. Estudo elaborado em parceria com a Oxfam Brasil e o Centro para Direitos Sociais e Econômicos. 2017.

LEHER, Roberto. Entrevista à Sessão Especial “A financeirização da economia e a privatização da educação”. 38ª Reunião Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação – ANPED. out. 2017.

LIMA, Kátia. Plano Nacional de Educação 2014-2024: nova fase do privatismo e da certificação em larga escala. Universidade e sociedade, Brasília, n. 55, p. 32-43, fev. 2015.

LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social I. São Paulo: Boitempo. 2012.

MARQUES, Rosa Maria; MENDES, Áquilas. A proteção social no capitalismo contemporâneo em crise. Revista Argumentum, Vitória (ES), v. 5, n.1, jan./jun. p. 135-163, 2013. https://doi.org/10.18315/argumentum.v5i1.5173

MARRO, Kátia I. Serviço Social e Movimentos Sociais: reflexões sobre experiências de extensão universitária. Temporalis, Brasilia, DF, ano 11, n. 22, p. 317-340, jul./dez. 2011.

MARX, Karl. Sobre a questão judaica. São Paulo: Boitempo, 2010.

MARX, Karl; ENGELS. F. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo. 2007.

NETTO, José Paulo. De como não ler Marx ou o Marx de Sousa Santos. In: NETTO, José Paulo. Marxismo impenitente: contribuição à história das ideias marxistas. São Paulo: Cortez, 2004. pp. 223-241.

NETTO, José Paulo. A Construção do Projeto Ético-Político do Serviço Social. In: Serviço Social e Saúde. Formação e trabalho profissional. São Paulo: Cortez, 2006.

NETTO, José Paulo. III CBAS. Algumas Referências para a sua Contextualização. In: CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (org.). ABEPSS, ENESSO, CRESS/SP (Co-orgs.). 30 anos do Congresso da Virada, Brasília, 2009.

ONU/ORGANIZAÇÕES DAS NAÇÕES UNIDAS. OIT: desemprego e déficits de trabalho decente continuarão altos em 2018. 24.01.2018. Disponível em: https://nacoesunidas.org/oit-desemprego-e-deficits-de-trabalho-decente-continuarao-altosem-2018/. Acesso em: 5 maio 2018.

OXFAM BRASIL. A distância que nos une: um retrato da desigualdade brasileira. Relatório escrito por Rafael Georges e coordenado por Katia Maia. Setembro, 2017.

SANTOS, Josiane Soares. Neoconservadorismo pós-moderno e Serviço Social brasileiro. São Paulo: Cortez, 2007. (Coleção questões da nossa época).

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Dermeval. Escola e Democracia. Campinas: Ed. comemorativa Autores Associados, 2008.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico crítica: primeiras aproximações. 9. ed. Campinas: Autores Associados, 2005. 160 p.

SAVIANI, Dermeval. Educação – do senso comum à consciência filosófica. 17. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007. 293 p.

SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. A Formação humana na perspectiva histórico-ontológica. In: SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas/SP: Autores Associados, 2012. p. 13-35.

SILVEIRA JUNIOR. Adilson Aquino. A cultura pós-moderna no Serviço Social em tempos de crise. Temporalis, Brasília, DF, ano 16, n. 31, p. 167-187, jan./jun. 2016.

SOUZA Maristela da Silva, LOVATTO Guilherme Stürmer, RAMOS Fabrício Krusche. Resenha de LIMA, K. R. S. Reforma da educação superior nos anos de contra-revolução neoliberal: de Fernando Henrique Cardoso a Luis Inácio Lula da Silva. 2005. 469 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2005. In: Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 4, n. 1, p. 177-179, jun. 2012. p. 177-179.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2019.1.31433


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS