Política sobre Drogas no estado do Espírito Santo: consolidando retrocessos / Drugs Policy in the State of Espírito Santo: consolidating setbacks

Fabiola Xavier Leal

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar os dados da pesquisa Políticas de atenção às questões relacionadas ao consumo de álcool e outras drogas no Espírito Santo (ES), efetuada entre os anos de 2012 a 2014, na qual realizou-se um diagnóstico sobre as instituições de tratamento, prevenção, redução de danos e ensino/pesquisa na área de drogas no ES. Realizaram-se entrevistas com os dirigentes das entidades com a aplicação de instrumento de coleta de dados. Observou-se um cenário que aponta para o crescimento de Comunidades Terapêuticas Religiosas, a reafirmação da lógica manicomial expressa nos encaminhamentos recorrentes da quase totalidade dos municípios capixabas para instituições com regime de internação e, sobretudo, a ausência de instituições qualificadas para atender as demandas para tratamento na área de drogas. Assim, nossas reflexões acompanham as reflexões da Luta Antimanicomial e demais movimentos em defesa do SUS no sentido de nos posicionamos contra a implantação de uma “rede paralela” à rede pública de saúde.


Palavras-chave


Política da Saúde; Política de Drogas; Rede de Serviços.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Adiala, J. C. Drogas, medicina e civilização na primeira república. 2011. Tese (Doutorado em História das Ciências e da Saúde). Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz, 2011.

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS – AA. São Paulo, 2014. Disponível em: http://www.alcoolicosanonimos.org.br/a-irmandade.html. Acesso em: 23 fev. 2014.

Alves-Mazzotti, A. J.; Gewandsznajder, F. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. 2.ed. São Paulo: Pioneira, 2004.

AMOR EXIGENTE. São Paulo, 2014. Disponível em: http://www.amorexigente.org.br/conteudo.asp?sayfaID=5. Acesso em: 23 fev. 2014.

ANDRADE, T. M. de. Reflexões sobre políticas de drogas no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 2011.

https://doi.org/10.1590/s1413-81232011001300015

ARBEX, Jr. J.; TOGNOLLI, C. J. O século do crime. 2.ed. São Paulo: Boitempo, 2004.

Bardin, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Ed. 70, 1977.

Behring, E. R. Principais abordagens teóricas da política social e da cidadania. In: CFESS. Política Social – Módulo 03. Programa de Capacitação Continuada para Assistentes Sociais. Brasília, CFESS/ABEPSS/CEAD-UnB, 2000.

Behring, E. R.; Boschetti, I. B. Política social: fundamentos e história. São Paulo: Cortez, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde mental no SUS: os centros de atenção psicossocial. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

CARLINI-COTRIM, Beatriz. Drogas na escola: prevenção, tolerância e pluralidade. In: AQUINO, J. R. G. (Org.). Drogas na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1998.

CARVALHO, D. B. B. de; DUARTE, P. do C. A. V (Orgs). Mapeamento das Instituições governamentais e não governamentais de atenção às questões relacionadas ao consumo de álcool e outras drogas. Brasília, 2006.

COLEMAN, J. Relational analysis: the study of social organization with survey methods Human Organization (Spring), n. 17, p. 28-36, 1958.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA – CFP. Relatório da 4ª Inspeção Nacional de Direitos Humanos: locais de internação para usuários de drogas / Conselho Federal de Psicologia. Brasília: Conselho Federal de Psicologia, 2011. 200p.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. CFESS manifesta: dia internacional de combate às drogas. Brasília, 26 de junho de 2011.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. CFESS manifesta: proibir e trancar não resolve. Disponível em: http://www.cfess.org.br/arquivos/cfessmanifesta2013_diainternacionalcontraabusode drogas.pdf. Acesso em: 5 ago. 2013.

Duarte, S. L. O Processo de redução de leitos psiquiátricos no Brasil. 2013. 93 f. Monografia. Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas. Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.

ESPÍRITO SANTO. Lei Complementar nº 605. Cria a Coordenação Estadual sobre Drogas e dá outras providências. Diário Oficial dos Poderes do Estado. Publicada em 05 de dezembro de 2011.

ESPÍRITO SANTO. Resolução nº 01, de 02 de abril de 2013. Diário Oficial dos Poderes do Estado. Publicada em 18 de novembro de 2013.

FAZENDA DA ESPERANÇA. São Paulo, 2014. Disponível em: http://www.fazenda.org.br/esperanca_viva/. Acesso em: 23 fev. 2014.

GARCIA, M. L. T. Financiamento das Comunidades Terapêuticas Religiosas no ES. Relatório de Pesquisa. Vitória, 2014 (no prelo).

Garcia, M. L. T.; LEAL, Fabíola Xavier (Orgs.). Análise de políticas públicas: temas, agenda, processo e produtos. São Paulo: Annablume; Vitória: Facitec, 2012.

Granemann, S. Fundações estatais: projeto de estado do capital. In: BRAVO, Maria Inês Souza et al. (Org.). Política de saúde na atual conjuntura: modelos de gestão e agenda para a saúde. 2.ed. Rio de Janeiro: Rede Sirius/Adufrj-SSind, 2008.

INSTITUTO Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Centro Demográfico Brasileiro. 2010.

Karam, M. L. Legislações proibicionistas em matéria de drogas e danos aos direitos fundamentais. In: SEIBEL, S. D. (Org.). Dependência de drogas. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2010.

Lakatos, E.M; Marconi, M. A. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1990.

Leal, F. X.; Garcia, M. L. T. Os grupos de mútua ajuda: uma análise histórica de sua trajetória no estado do Espírito Santo. Relatório parcial/FACITEC-PIBIC, Vitória, 2003.

LEAL, F. X; Conselhos Municipais Antidrogas: entre o sonho e a realidade. 2006. 272 f; il.

Lima, R. C. C; Tavares, P. Desafios recentes às políticas sociais brasileiras sobre as drogas: enfrentamento ao crack e proibicionismo. Revista Argumentum, Vitória, v. 4, n.2, p. 6-23, jul./dez.2012.

MARONNA, Cristiano Ávila. Nova lei de drogas: retrocesso travestido de avanço. Boletim IBCCRIM, São Paulo, v.14, n.167, p. 4, out. 2006.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias. INFOPEN – junho de 2014. Departamento Penitenciário Nacional. 2014. 148 p.

NARCÓTICOS ANÔNIMOS - NA. São Paulo, 2014. Disponível em: http://www.na.org.br/ . Acesso em: 23 fev. 2014.

Netto, J. P. Capitalismo e barbárie contemporânea. Revista Argumentum, Vitória (ES), v. 4, n.1, p. 202-222, jan./jun. 2012.

Pitta, A. M. F. Perigo do retrocesso às etapas primitivas da política social. Revista Argumentum, Vitória, v. 4, n.2, p. 34-39, jul/dez. 2012.

RIZZOTTO, Maria Lucia Frizon. O Banco Mundial e as Políticas de Saúde no Brasil nos anos 90: um projeto de desmonte do SUS. Campinas, 2000, 260f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) – Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Federal de Campinas, 2000.

RODRIGUES, T. Narcotráfico e repressão estatal no Brasil: um panorama do tráfico de drogas brasileiro. 2003. Disponível em http://www.neip.info/.

Santos, C. C. M; Jesus, R. S. de. Políticas de Atenção às questões relacionadas ao uso indevido de álcool e outras drogas no Espírito Santo. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, 2014.

SESA. Secretaria Estadual de Saúde. Plano Diretor de regionalização da Saúde (PDR – 2011). Espírito Santo, 2011.

Simões Barbosa, R. H. Mulheres, reprodução e Aids: as tramas da ideologia na assistência à saúde de gestantes HIV+. Tese (Doutorado em Saúde Pública). Rio de Janeiro: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz, 2001.

Simões, J. A. Prefácio. In: LABATE, B. C. et al (Orgs.). Drogas e cultura: novas perspectivas. Salvador: EDUFBA, 2008.

SOARES, L. E. Por trás de uma arma apontada para alguém está uma mão estendida para alguém: entrevista concedida a Ana Cristina Pereira. Público 2009. 20 jul. (Caderno P2:06-07).

Waiselfisz, J. J. Mapa da Violência 2013 - Mortes matadas por armas de fogo. CEBELA, 2013.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Mental health and development: targeting people with mental health conditions as a vulnerable group / Michelle Funk [et al]. 2010.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global status report on alcohol and health – 2014 ed.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1677-9509.2016.2.21550


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS