A possibilidade de união entre pessoas do mesmo sexo e a adoção por casais homossexuais

Paula Alves Fauth

Resumo


No presente trabalho fez-se um estudo sobre como a doutrina brasileira e a jurisprudência estão regulando as novas entidades familiares, também conhecidas como “as novas famílias”. Para tal explanação, fez-se um breve retrospecto histórico a fim de entender como era vista a família na legislação anterior a Constituição Federal de 1998, o Código Civil de 2002 e legislações complementares. Há um estudo dos princípios basilares da Constituição Federal de 1998 correlacionado com o indivíduo, como sujeito de Direito. O ponto principal desse trabalho discorre sobre as uniões entre pessoas do mesmo sexo e seu reconhecimento jurídico e correlacionado a essa união, a possibilidade de adoção por essas pessoas, já que reunidas na afetividade, buscam a consolidação do núcleo familiar.

Palavras-chave


Família; evolução constitucional; dignidade humana; diversidade sexual; uniões homoafetivas; adoção; novas famílias.

Texto completo:

PDF


ISSN-L: 0100-9079

e-ISSN: 1984-7718


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

 Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS