Segurança humana, direitos e políticas públicas

Jesús Ballesteros

Resumo


Tradução:Alfredo de J. FloresPPGDir/UFRGS

Neste trabalho, o autor defende o enfoque amplo da doutrina da segurança humana que é propugnado pelo Japão e pelas Nações Unidas, segundo o qual se deve atender conjuntamente à freedom from fear e à freedom from want, contrariamente ao enfoque restrito, defendido por Canadá, Noruega e a Rede de Segurança Humana, que se limita à luta contra as guerras. A razão de dita opção se deve ao fato de que as condições de miséria (desnutrição, falta de água potável e de medicamentos) produzem um número muito maior de mortes evitáveis anuais que a realidade das guerras. Da mesma forma, criar condições dignas de vida é o melhor modo de conseguir a paz.


Palavras-chave


Segurança humana; Políticas públicas; Cultura de paz; Direitos humanos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7718.2014.1.16546

ISSN-L: 0100-9079

e-ISSN: 1984-7718


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

 Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS