Didática, hermenêutica e pluralidade em educação

Altair Alberto Favero, Gionara Tauchen

Resumo


A educação é algo imprescindível em toda e qualquer sociedade que atingiu certo grau de desenvolvimento. Entretanto, o que será conservado e transmitido para as futuras gerações e o que precisa ser mudado para acompanhar as transformações ocorridas na dinâmica da própria sociedade é algo profundamente problemático, que precisa ser compreendido e analisado cuidadosamente. O presente texto visa a refletir sobre o processo educativo numa perspectiva hermenêutica e sobre as decorrências didáticas que tal perspectiva possui num contexto de pluralidade educativa. Para tanto, inicia-se contextualizando a hermenêutica no cenário filosófico/educacional contemporâneo, descrevendo de que forma a hermenêutica filosófica de Gadamer pode se mostrar promissora para se pensar propostas alternativas que superem a visão instrumental de conhecimento e de educação caracterizada pela relação sujeito-objeto; num segundo ponto, indicam-se algumas tarefas da hermenêutica para projetar a educação num mundo plural; por fim, trata-se da didática numa perspectiva hermenêutica.

Palavras-chave


hermenêutica; pluralidade educativa; didática

Texto completo:

PDF


ISSN-L: 0101-465X | e-ISSN: 1981-2582


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.