Os Professores Formadores e os Saberes de Orientação Mediante Ações Tutorais

Maria Antonia Ramos de Azevedo

Resumo


Neste trabalho identificamos saberes de orientação que professores orientadores mobilizam mediante o trabalho desenvolvido em atividades de Prática de Ensino e Estágio Supervisionado. Na pesquisa qualitativa, investigamos quatro professores de um Curso de Licenciatura em Química, surgindo saberes de orientação: dialógicos e afetivos; relativos à autoformação e auto-organização; ação colaborativa; técnico-científicos e pedagógicos relativos às áreas de conhecimento e os saberes sobre os processos teórico-práticos de aprendizagem da docência. Destacamos que os formadores desenvolvem os saberes dialógicos e afetivos e os de autoformação e auto-organização baseados na reflexão permanente. Os saberes de orientação voltados à ação colaborativa, os técnico-científicos e pedagógicos e os relativos processos teórico-práticos da aprendizagem sobre a docência precisam ser mais mobilizados na universidade e nas parcerias interinstitucionais.

Palavras-chave


saberes docentes; saberes de orientação; formação de formadores; racionalidade emancipatória.

Texto completo:

PDF


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS