A frequência do ensino da música em regime articulado em Portugal: resultados de um projeto de investigação-ação no Conservatório do Vale do Sousa

António José Pacheco Ribeiro, Maria Helena Gonçalves Leal Vieira

Resumo


Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa desenvolvida no Conservatório do Vale do Sousa em torno do ensino da música em regime articulado. Este trabalho pretendeu questionar o conceito de escola vocacional, testar possíveis redefinições do ensino da música em regime articulado e estudar as vantagens do reforço das articulações pedagógicas do ensino vocacional com o ensino genérico. A investigação-ação corporizou o projeto e contemplou dois grupos de trabalho: um do ensino vocacional e outro do ensino genérico. A pesquisa permitiu concluir que, no contexto em estudo, não é possível diferenciar, através dos resultados musicais, a população que frequenta a escola especializada e a escola genérica, colocando em causa o conceito de escola vocacional; o ensino da música na escola vocacional e na escola genérica encontra-se mergulhado em uma ambiguidade profunda; a pedagogia instrumental em grupo revelou-se uma metodologia eficaz. O ensino especializado da música necessita, assim, contemplar estratégias didático-pedagógicas de diversificação dos percursos de aprendizagem, introduzir tipologias musicais diversificadas e possibilitar a todas as crianças a aprendizagem de um instrumento musical.


Palavras-chave


Educação musical. Ensino vocacional. Ensino genérico. Ensino instrumental em grupo. Regime articulado.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Sérgio. Uma revolução bem audível. Jornal de Notícias, Porto, 29 nov. 2009. Sociedade, p. 3.

FERNANDES, Domingos; Ó, Jorge; FERREIRA, Mário. Estudo de avaliação do ensino artístico. Lisboa: Direcção Geral de Formação Vocacional do Ministério da Educação e Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa, 2007.

Disponível em: http://hdl.handle.net/10451/5501. Acesso em: 17 maio 2015.

FOLHADELA, Paula; VASCONCELOS, António Ângelo; PALMA, Eduardo. Ensino Especializado da Música Reflexões de Escolas e de Professores. Lisboa: ME, Departamento do Ensino Secundário, 1998.

KRAUSS, Egon. O ensino da música como matéria obrigatória nas escolas primárias. Boletim Informativo da Associação Portuguesa de Educação Musical, Lisboa, n. 5, p. 1-12, 1974.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Reforma do ensino secundário: documento orientador da reforma do ensino artístico especializado – versão para discussão pública. Lisboa: Edição do Autor, 2003.

MOTA, Graça. Determinants of children’s musical development in the early years of general classroom music instruction. 1997. 142f. Tese (Doutorado em Psicologia da Música) – Faculdade de Ciências Naturais e Faculdade de Humanidades e Ciências Sociais, Keele University, Keele, 1997.

PALHEIROS, Graça Boal. Educação Musical no Ensino Preparatório – Uma Avaliação do Currículo. Lisboa: APEM, 1993.

PORTUGAL. Decreto-Lei nº 310/83, de 1º de julho – Insere o ensino artístico nos moldes gerais de ensino em vigor através da reconversão dos conservatórios de música em escolas básicas e secundárias, criando as respetivas escolas superiores de música inseridas na estrutura de ensino superior politécnico.

PORTUGAL. Decreto-Lei nº 344/90, de 2 de novembro – Estabelece as bases da educação artística no âmbito pré-escolar, escolar e extraescolar.

PORTUGAL. Portaria nº 691/2009, de 25 de junho – Cria os cursos básicos de dança, de música e de canto gregoriano e aprova os respetivos planos de estudo.

RIBEIRO, António Pacheco. O Ensino da Música em Regime Articulado no Conservatório do Vale do Sousa: Função Vocacional ou Genérica? 2008. 150f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Criança – Educação Musical) – Instituto de Estudos da Criança, Universidade do Minho, Braga, 2008.

RIBEIRO, António Pacheco. O Ensino da Música em Regime Articulado. Projeto de Investigação-Ação no Conservatório do Vale do Sousa. 2013. 214f. Tese (Doutorado em Estudos da Criança) – Instituto de Educação, Universidade do Minho, Braga, 2013.

RIBEIRO, António Pacheco; VIEIRA, Maria Helena. The subsystem of specialized music education in Portugal since 1983: The process of integration into the general education system. International Journal of Music Education, Londres, v. 34, n. 3, p. 311-323, 2016a.

Disponível em: https://doi.org/10.1177/0255761415619424. Acesso em: 10 jan. 2016.

RIBEIRO, António Pacheco; VIEIRA, Maria Helena. A articulação entre o ensino especializado da música e o sistema geral de ensino em Portugal: impacto actual da reestruturação de 2009. Opus, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 237-254, jun. 2016b.

Disponível em: http://dx.doi.org/10.20504/opus2016a2210. Acesso em: 20 fev. 2017.

SILVA, Augusto Santos. A educação artística e a promoção das artes, na perspectiva das políticas públicas: Relatório do grupo de contacto entre os Ministérios da Educação e da Cultura. Lisboa: Ministério da Educação, 2000.

VASCONCELOS, António Ângelo. Políticas no ensino da música em Portugal nas últimas duas décadas do século XX: contributos para uma análise crítica. Revista de Educação Musical, Braga, n. 115, p. 14-28, abr. 2003.

VIEIRA, Maria Helena. The portuguese system of music education: teacher training challenges. In: LOCAL AND GLOBAL PERSPECTIVES ON CHANGE IN TEACHER EDUCATION. INTERNATIONAL YEARBOOK ON TEACHER EDUCATION. WORLDASSEMBLY OF THE INTERNATIONAL COUNCIL ON EDUCATION FOR TEACHING, 53, 2008, Braga. Proceedings […]. Braga: Universidade do Minho, 2008. p. 639-646.

VIEIRA, Maria Helena.. O desenvolvimento da vocação musical em Portugal. O currículo como factor de instabilidade e desmotivação. In: CONGRESSO INTERNATIONAL GALEGO-PORTUGUÊS DE PSICOPEDAGOGIA, X, 2009, Braga. Anais [...]. Braga: Universidade do Minho, 2009. p. 530-537.

VIEIRA, Maria Helena.. Passado e Presente do Ensino Especializado da Música em Portugal: E se Explicássemos Bem o que Significa “Especializado”? In: ENCONTRO DO ENSINO ARTÍSTICO ESPECIALIZADO DA MÚSICA DO VALE DO SOUSA, I, 2014, Lousada. Atas [...]. Lousada: Conservatório do Vale do Sousa, 2014. p. 60-74.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2019.1.28201

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS