Aprendizagem da docência e desenvolvimento profissional na Educação Infantil – aproximações no contexto escolar

Luciana Cristina Cardoso, Aline Maria de Medeiros Rodrigues Reali

Resumo


Apresentam-se análises de uma pesquisa de doutorado, cuja intervenção constitui-se em um ambiente de formação híbrido, envolvendo pesquisadores, professoras experientes e estudantes de pedagogia na modalidade a distância. A parceria entre os atores se deu em momentos de interação online e presencial, nos quais foram propostas, implementadas e avaliadas “experiências de ensino e aprendizagem”. A pesquisa se pauta no trabalho colaborativo, tendo em vista a superação de dilemas presentes no cotidiano da atividade docente. Os instrumentos de coletas de dados são as narrativas escritas sistematizadas no ambiente virtual de aprendizagem (AVA), desenvolvido por ocasião da pesquisa-intervenção. As análises referem-se a uma das 10 parcerias estabelecidas – situadas no contexto da Educação Infantil – e sugerem que a interação em espaços híbridos pode alavancar processos de aprendizagem e desenvolvimento profissional. Dentre as conclusões, está a fragilidade de uma área de ensino (Educação Infantil), cujo currículo se estabelece por meio de referenciais e diretrizes.


Palavras-chave


Formação de professores. Educação Infantil. Educação híbrida. Terceiro espaço.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005.

BELLONI, M. L. O que é mídia-educação. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2009. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo).

COLE, L.; KNOWLES, J. G. Teacher development partnership research: a focus on methods and issues. American Educational Research Journal, v. 30, n. 3, p. 473-495, 1993. http://dx.doi.org/10.3102/00028312030003473

FREITAS, M. T. M. A formação do professor na era de mudança de paradigma educacional. In: FIDALGO, F. S. R. et al. (org.). Educação a distância – meios, atores e processos. Belo Horizonte: CAED-UFMG, 2013. p. 197-209.

GARCIA, C. M. Formação de professores para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

GARCIA, C. M. Los profesores como trabajadores del conocimento. Certidumbres y desafíos para una formación a lo largo de la vida. Educar, n. 30, p. 27-56, 2002.

HARGREAVES, A. Educational changetakes ages: life, career and generational factors in teachers emotional responses to educational change. Teaching and Teacher Education, v. 21, p. 967-983, 2005. http://dx.doi.org/10.1016/j.tate.2005.06.007

HOEKSTRA A. A. et al. Experienced teachers’ informal learning: learning activities and changes in behavior and cognition. In: Teaching and Teacher Education, v. 25, p. 663-673, 2009. http://dx.doi.org/10.1016/j.tate.2008.12.007

KENSKY, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas, SP: Papirus, 2003. (Série Prática Pedagógica).

MIZUKAMI, M. G. N. Aprendizagem da docência: algumas contribuições de L. S. Shulman. In: Revista do Centro de Educação, v. 29, n. 02, p. 1-11, 2004.

MIZUKAMI, M. G. N. et al. A reflexão sobre a ação pedagógica como estratégia de modificação da escola pública elementar numa perspectiva de formação continuada no local de trabalho. Relatório de Pesquisa 2. Fapesp/Programa Ensino Público, 1998.

MIZUKAMI, M. G. N. et al. Escola e aprendizagem da docência: processos de investigação e formação. São Carlos: EdUFSCar, 2002.

NÓVOA, A. Os professores e o “novo” espaço público da educação. In: TARDIF, M. C. L. O ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011. p. 217-233.

PEÑA, M.; de L. D. J.; ALLEGRETTI, S. M. M. Escola híbrida: aprendizes imersivos. In: Revista Cet, v. 01, n. 02, abr. 2012.

PERRENOUD, Ph. Práticas pedagógicas, profissão docente e formação: perspectivas sociológicas. Lisboa: D. Quixote, 1994.

POULSON, L. Paradigm lost? Subject knowledge, primary teachers and education policy. British Journal of Educational Studies, v. 49, n. 1, p. 40-55, 2001.

REALI, A. M. M. R.; TANCREDI, R. M. S. P.; MIZUKAMI, M. G. N. Programa de mentoria online: espaço para o desenvolvimento profissional de professoras iniciantes e expe-rientes. In: Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 1, 2008. p. 07-95. http://dx.doi.org/10.1590/s1517-97022008000100006

RINALDI, R. P. Desenvolvimento profissional de formadores em exercício: contribuições de um programa online. 2009. 231 fl. Tese (Doutorado) – UFSCar, São Carlos.

RINALDI R. P.; CARDOSO, L. C. O estágio supervisionado na formação inicial de professores: aproximações com o contexto escolar. In: Congreso Internacional sobre Profesorado Principiante e Inserción Profesional a La Docencia , III., 2012, Santiago, Chile. Anais do ... Santiago, 2012.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 2, p. 4-14, 1987.

SHULMAN, L. S. Just in case: reflexions on learning from experiences. In: Colbert , J.; Tromble , K.; Desberg , P. (ed.). The case for education. Contemporary approaches for using case methods. Needhan Height: Allyn Bacon, 1996.

p. 197-217.

VAILLANT, D.; MARCELO, C. Ensinando a ensinar – as quatro etapas de uma aprendizagem. Curitiba: UTFPR, 2012.

VAZ, A.; MENDES, R.; MAUÉS, E. Episódios e narrativas de professores – experiências e perspectivas docentes discutidas a partir de pesquisa sobre o conhecimento pedagógico de conteúdo. In: Reuni ão anual da Anped , 21., 2001, Caxambu, Brasil. Apresentação de trabalho. ZABALZA, M. A. Os desafios que a educação infantil deve enfrentar nos próximos anos. In: Qualidade em educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 1998. p. 11-29.

ZEICHNER, K. Repensando as conexões entre a formação na universidade e as experiências de campo na formação de professores em faculdades e universidades. Educação, Santa Maria, v. 35, n. 3, p. 479-504, set./dez. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2016.2.20243

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS