Ambiguidade do amor-próprio e formação virtuosa da vontade

Claudio Almir Dalbosco

Resumo


O ensaio investiga o problema da condição humana em Rousseau. O sentimento do amor por si mesmo, constituído duplamente pelo amor de si e pelo amor-próprio, é tomado como núcleo da pergunta sobre “quem é o ser humano?”. O trabalho analisa duas interpretações standard sobre o tema: a posição de Iring Fetscher, que destaca somente a variante negativa do amor-próprio e a interpretação recente de Frederick Neuhouser, que atribui ao amor-próprio também uma força construtiva. Se a possibilidade de paixões odientas e irascíveis é inerente à condição humana, ela também pode ser dominada por paixões tenras e amorosas. O ensaio argumenta ainda que embora nem tudo se decida no âmbito educacional, o tipo de educação oferecido na infância cobra importância capital na futura formação moral do adulto. A educação pode, por um lado, estimular um modo de ação baseado mais em paixões maldosas e egoístas ou, por outro, paixões amorosas e solidárias.


Palavras-chave


Amor de si. Amor-próprio. Educação. Formação humana.

Texto completo:

PDF

Referências


BIESTA, Gert. Para além da aprendizagem: educação democrática para um futuro humano. Tradução de Rosaura Eichenberg. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

DALBOSCO, Claudio Almir. Aspiração por reconhecimento e educação do amor-próprio em Jean-Jacques Rousseau. Educação e Pesquisa, v. 37, n. 3, p. 481-496, set./dez. 2011.

DALBOSCO, Claudio Almir. Pesquisa educacional e experiência humana na perspectiva hermenêutica. Cadernos de Pesquisa, v. 44, n. 154, p. 1028-1051, 2014a.

DALBOSCO, Claudio Almir. Condição humana e formação virtuosa da vontade: profundezas do reconhecimento em Honneth e Rousseau. Educação e Pesquisa (USP), v. 40,

n. 3, p. 799-812, 2014b. http://dx.doi.org/10.1590/s1517-97022014091625

DENT, Nicolas. J. H. Dicionário Rousseau. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996.

FETSCHER, Iring. Rousseaus politische Philosophie: Zur Geschichte des demokratischen Freiheitsbegriffs. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1975.

FLICKINGER, Hans-Georg. A caminho de uma pedagogia hermenêutica. Campinas: Autores Associados, 2010.

FUCHS, Hans-Jürgen. Entfremdung und Narzissmus: Semantische Untersuchungen zur Geschichte der “Selbstbezogenheit” als Vorgeschichte von französisch “amour-propre”. Stuttgart: Metzler, 1977.

HERMANN, Nadja. Hermenêutica e educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

HONNETH, Axel. Das Recht der Freiheit. Grundriss einer demokratischen Sittlichkeit. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2011.

HONNETH, Axel. Untiefen der Anerkennung. Das sozialphilosophische Erbe Jean-Jacques Rousseau. WestEnd, Neue Zeitschrift für Sozialforschung, 9(2012a) 1-2, 47-64.

NEUHOUSER, Frederick. Pathologien der Selbstliebe: Freiheit und Anerkennung bei Rousseau. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2012.

REBENTISCH, Juliane. Die Kunst der Freiheit: Zur Dialektik demokratischer Existenz. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2013.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Oeuvres complètes. Paris: Gallimard, Bibliothèque de la Plêiade, 5 tomos, 1959-1995.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens. Tradução de Lourdes Santos Machado. Col. Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1978.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio ou da Educação. Tradução de Sérgio Milliet. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1992.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Carta a D’Alembert. Tradução de Quintín Calle Carabias. Madrid: Tecnos, 1994.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emil oder Über die Erziehung. Übersetzung von Martin Rang. Stuttgart: Reclam, 2004.

STAROBINSKI, Jean. A transparência e o obstáculo. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

TAYLOR, Charles. A ética da autenticidade. São Paulo: É Realizações Editora, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2015.1.16335

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS