A historiografia portuguesa da educação: balanço e reflexões a partir do exemplo da história da formação de professores

Joaquim António de Sousa Pintassilgo, Maria João Mogarro

Resumo


O presente artigo tem por finalidade realizar um balanço da produção historiográfica portuguesa no campo da História da Educação. Seleccionámos, para tal, uma das áreas de trabalho em que temos estado implicados e que permite apreciar algumas das tendências gerais: a História da Formação de Professores. O corpus aqui analisado acaba por representar uma espécie de amostra da produção portuguesa, relativamente à qual procurámos traçar o “estado da arte” (abordagens, temáticas, fontes, etc.). A História da Formação de Professores, em articulação com a História da Profissão Docente, tem sido uma das áreas a manifestar algum dinamismo na investigação portuguesa recente. Esse facto decorre tanto do reconhecimento do papel desempenhado historicamente pela formação de professores e pelas suas instituições, no âmbito do processo de profissionalização da actividade docente, como da consciência da importância de uma memória histórica na construção da identidade profissional.

Palavras-chave


historiografia da educação; formação de professores; profissão docente

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


ISSN-L: 0101-465X | e-ISSN: 1981-2582


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.