Conversas & Controvérsias

CHAMADA ABERTA PARA SUBMISSÃO DE TEXTOS

DOSSIÊ: "Relações Internacionais e Meio Ambiente"

Organizadores: Wagner Costa Ribeiro, Isabela Battistello Espíndola, Estevão Mota Gomes Ribas Lima Bosco, Cínthia Leone Silva dos Santos

PRAZO: 31 de janeiro de 2019

Sobre o dossiê:

Diversos aspectos da crise ambiental atual têm repercussão internacional por uma razão simples, mas ainda pouco difundida: suas causas, e eventuais soluções, transcendem territórios nacionais. Por isso a agenda ambiental certamente é um dos grandes temas contemporâneos na área de Relações Internacionais. Pactos mundiais para o clima, como o Acordo de Paris, assumem o patamar de alta política, com repercussões decisivas para as disputas de poder nos planos doméstico e internacional. Estimam-se que, apenas no âmbito do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, operem cerca de 300 tratados multilaterais. Esse número se aproxima de 1000 quando se somam acordos bilaterais.

Analisar a temática ambiental sob a ótica das relações internacionais é um desafio, sobretudo por oferecer uma oportunidade para dialogar com conceitos e teorias de outras áreas para desenvolver novas abordagens e perspectivas que apontem caminhos para sair da crise ambiental que a sociedade contemporânea enfrenta. As alternativas demandam ações conjuntas de todos os atores envolvidos, sobretudo dos Estados.

Complexidade, interdisciplinaridade, segurança, defesa, sustentabilidade, fronteira, soberania, entre outros conceitos e noções ganham mais destaque no vocabulário dessa discussão contemporânea. O Dossiê Relações Internacionais e Meio Ambiente visa contribuir para esse debate ao difundir a diversidade de olhares e locais de fala sobre a temática ambiental, indo além das abordagens tradicionais no campo das Relações Internacionais. Para tanto espera-se receber contribuições para promover a interação entre diversas formas de expressão da vida, com suas múltiplas formas de saber, de distintas áreas do conhecimento científico.

Assim, são bem-vindas contribuições sobre temas ambientais emergentes e que dialoguem com outros campos do conhecimento, tais como geografia, direito, ciências ambientais, geopolítica, ciência política, economia, dentre outros. Dessa forma, a presente iniciativa busca estimular outras áreas a dialogarem com tradições discursivas alternativas, na perspectiva de controlar a degradação ambiental promovida pela ação humana por meio de acordos entre países e organismos multilaterais.

Análises de problemas atuais, como a geração de energia com menos contaminação ambiental, redução e manejo adequado de resíduos, diminuição da perda da biodiversidade, enfrentamento do aquecimento global que tanto afeta o os ciclos naturais e garantia do acesso à água de qualidade serão priorizados na composição da publicação. Esse conjunto de temas resultam em conflitos mas também em novas formas de cooperação entre os países. Esses assuntos também trazem para a discussão atores internacionais não-estatais, em uma complexa ordem ambiental internacional, que busca controlar a ação humana no ambiente.

Ao final, espera-se oferecer com o dossiê um conjunto de artigos com resultados de pesquisas teóricas e/ou aplicadas, que buscam salvaguardar o interesse coletivo, tanto na esfera nacional, quanto, e principalmente, nas arenas internacionais. Por fim, também serão considerados textos que ofereçam análises comparativas de políticas públicas socioambientais implementadas em diferentes países. Espera-se que essas contribuições apontem criticamente erros e acertos e que permitam refletir sobre as consequências das estratégias adotadas.

Palavras-chaves: Relações internacionais, crise ambiental, conflito e cooperação internacional


 


________________________________________________________________

 

CHAMADAS DE TEXTOS FUTURAS

(Para maiores detalhes sobre as submissões de artigos e resenhas, consulte: Sobre>Políticas>Políticas de seção)

“Biografia e sociedade” submissões: Julho-setembro/ 2019 (orgs. Hermílio Santos, Naida Menezes, Lucas Sangalli, Priscila Susin)

-“Juventudes, participação e políticas públicas” – submissões: Janeiro-março / 2020 (orgs. Fernanda Bittencout Ribeiro, Ane Briscke, Bruna Koerich)